Executivo institui Dia Estadual do Açaí

O Poder Executivo publicou, no dia 31 de julho de 2017, a Lei Nº 8.519, instituindo o “Dia Estadual do Açaí” a ser comemorado no dia 5 de setembro. A fruta, que é um dos maiores símbolos da identidade do povo paraense, ganhou o mundo por sua composição benéfica e sabor irresistível, sendo hoje um item importante para a balança comercial. “Sua representatividade para nós merece ser festejada oficialmente. Por isso, propusemos ao Executivo a criação do Dia do Açaí”, explicou o deputado Fernando Coimbra , autor do projeto de lei.       

“O açaí é um produto que compõe a identidade do povo paraense. Fortalece seu sentimento de pertença, união e amor pelo Pará. É com esta concepção que compreendemos a importância da valorização da fruta, seja na perspectiva econômica, na cultural ou na simbólica”, complementa.

Ele explicou que escolheu o mês de setembro porque é o período de auge da safra do açaí e dia 5 é comemorado o Dia da Amazônia. “Acreditamos na relevância de instituir o Dia Estadual do Açaí com objetivo de demarcar sua importância na vida dos paraenses”, enfatizou Coimbra.

Açaí e açaizeiro são as denominações populares da palmeira Euterpe oleracea Mart., símbolo gastronômico da Amazônia e em especial do Estado do Pará. Açaí é um termo de origem tupi yasa?y(i) e significa literalmente “palmeira de água”. O suco feito com a polpa é conhecido como “vinho de açaí”. Consumido geralmente com farinha de tapioca, faz parte da alimentação local. É apreciado em toda a região amazônica. Mas já há algum tempo desponta na dieta de consumidores dos estados do Sul e Sudeste do Brasil e no exterior, principalmente por quem pratica esporte.

O açaí vem chamando a atenção do mundo, nos últimos anos, devido às suas propriedades para a saúde e juventude, que o transformaram em produto de exportação. O Pará é o maior produtor nacional do fruto, com 90% do mercado. Constam na lista de municípios campeões na geração do açaí:  Ponta de Pedras, Anajás, Afuá, Igarapé-Miri, Abaetetuba, Bujaru, Cametá e Limoeiro do Ajuru. Em 2015, as vendas externas do fruto injetaram mais de R$ 225 milhões na economia estadual. Pensando no crescimento do mercado do produto, a Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) implantou o Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Açaí no Estado do Pará (Pró-Açaí). A meta do programa era expandir em 50 mil hectares a área cultivada com açaí, no período de 2016 a 2020, fazendo com que a produção aumente em 360 mil toneladas anuais de frutos até 2024.

Informações nutricionais por 100g de polpa de açaí

Calorias

58kcal

Proteínas

0,8g

Lipídios

3,9g

Açúcares totais

6,2g

Fibra

2,6g

Cálcio

35mg

Ferro

0,4g

Potássio

124mg

Fósforo

16mg

Magnésio

17mg

Fonte: TACO, 2011

Comentários