Presença Solidária beneficia moradores do bairro Ananindeua Centro

O já tradicional Projeto Presença Solidária, idealizado pelo deputado estadual Eliel Faustino, foi realizado dessa vez no bairro Ananindeua Centro, na Paróquia Nossa Senhora das Graças, no sábado (02/12), reunindo milhares de moradores que foram em busca de emissão de documentos, atendimento jurídico, atendimentos médicos e odontológicos, imunização, corte de cabelo e ainda recreação infantil. Nesta edição a novidade foram as consultas ginecológicas.

A iniciativa foi possível através de parcerias entre o mandato parlamentar, lideranças da comunidade, vereadores, voluntários, profissionais capacitados, a Paróquia Nossa Senhora das Graças (na pessoa do Padre João Mendonça), ao grupo Caritas (na pessoa da Presidente Neide), e ao Fábio Pantoja (liderança jovem) que tornaram o evento um grande sucesso. “O projeto só é forte pela presença de vocês e pelo trabalho realizado conosco junto ao município para que possa dar condição mais digna para a população, sobretudo na questão social. Isto é apenas uma parte do trabalho que realizamos, a outra é trazer benefícios e recursos para Ananindeua para melhorar a condição de moradia e de vida dos munícipes. Minhas emendas destinadas para cá já somam quase R$15 milhões para asfalto para os bairros e lutando para trazer mais 7 quilômetros de pavimentação para a cidade”, garantiu o deputado, atual líder do Governo, Eliel Faustino. O parlamentar também destacou o trabalho como vereador de Ananindeua por 4 mandatos, sendo três presidente da Câmara. “Quem tem mandato a função é de servir ao público. Temos que fazer nosso papel, mas todos esses recursos quem produz é a população, através do suor dos impostos, o que temos que exigir sempre é que retorne à população os benefícios”, ponderou o parlamentar.

O coordenador da Paróquia Nossa Senhora das Graças, Fábio Pantoja, avalia a parceria com o mandato do deputado Eliel Faustino. “Essa ação traz esperança para a população que enfrenta dificuldades para tirar documentos, ter acesso a saúde. Já existe um trabalho social feito pela Igreja, mas ainda existia muita demanda para emissão de documentos gratuitamente já que essas pessoas não têm condições de pagar e esta ação vem para somar, trazer cidadania. O deputado já tem trabalho na região, que vem desde a época de vereador. É importante frisar que ele também está preocupado com a violência do nosso município, inclusive com a praça matriz que passa por um momento de turbulência com assaltos, drogas e prostituição. Já tivemos audiência com o comandante da polícia militar, intermediada pelo nosso deputado, para traçarmos estratégias para coibir essas práticas”, sinalizou.

CIDADANIA - Estar com a documentação em dia é o primeiro passo para o exercício da cidadania plena. Com o RG e a certidão de nascimento, por exemplo, é possível matricular as crianças na escola, fazer um concurso público, viajar, emitir outros documentos. Quem participou desta edição do projeto pode emitir RG, segunda via da certidão de nascimento e cartão do SUS.

Para a população os atendimentos foram um presente. O auxiliar de serviços gerais, Sérgio da Silva foi em busca de uma 2ª via da certidão, já que o documento dele estava deteriorado. “Ela estava guardada por 34 anos e foi se danificando com o tempo”, disse. Ele também aproveitou e levou os filhos de 9 e 13 anos para emitir RG. “Achei bem gratificante, não temos que ir para longe. Interessante essa ação que podemos realizar vários serviços no mesmo lugar. Cheguei cedo e fui logo um dos primeiros a ser atendido. Nota 10”, avaliou.  Já Luciane Leão precisa fazer a matrícula do filho de 4 anos na escola, então foi tirar a carteira de identidade do pequeno. “Facilitou minha vida e de toda a comunidade, agradeço porque não precisei ficar em fila de madrugada ainda mais com um filho. Já tinha perdido uma oportunidade dessa ação no Curuçambá, bairro que moro, então hoje vim correr atrás”, contou. O interesse de Dona Joana Miranda, de 72 anos foi a 2ª via do RG. “Deixei no bolso e molhou. Fui durante dois meses várias vezes atrás de outra via, só consegui hoje na ação”, revelou.

Junto com o RG, o Cartão do SUS esteve entre os serviços mais procurados. “O cartão SUS é um passaporte para a saúde, é de fundamental importância para o cidadão. Hoje quem não tem esse documento não tem acesso a nenhum serviço seja o exame mais simples ao mais elaborado na saúde pública”, disse Socorro Araújo, responsável pela emissão do cartão. Além deste documento, também foi possível marcar consultas especializadas e exames de laboratório. O exame de ultrassonografia foi o mais procurado. “Com essas ações o acesso a saúde é muito melhor, então todos os serviços são marcados na hora, facilita também para quem trabalha já que é no sábado. Ainda não vi uma ação numa amplitude como a do Presença Solidária tanto de alcance da população, quanto do número de serviços ofertados que vão da saúde a área da cidadania. O projeto tem sido alavanca para dar qualidade de vida maior para as pessoas e dar uma resposta para aquilo que as pessoas precisam”, avaliou. 

A moradora Márcia Rayara foi com a filha de um ano para emitir o cartão do SUS e também em busca de um tratamento odontológico. “Acho importante este tipo de evento, porque, por exemplo o cartão do SUS é nos postos, é longe, demora e aqui já peguei na hora. Fui super bem recebida e já estou com o documento em mãos”, comentou.  O autônomo do ramo da construção civil, George de Jesus, foi tirar a segunda via da identidade e em busca da 2ª via da certidão de nascimento da filha. “Todos estão sendo bem atendidos, isso já é razão suficiente para darmos nota 10 para o Presença Solidária”.

Direito de família foi o assunto mais procurado na orientação jurídica.

SAÚDE - A novidade desta edição foram as consultas ginecológicas realizadas pelo médico e professor da UFPA, Jorge Vaz. Segundo o doutor, o programa de atenção básica à saúde da mulher ainda é carente na questão preventiva, principalmente em relação as doenças sexualmente transmissíveis, anticoncepção e a gravidez na adolescência, no qual o Pará ainda lidera o ranking. “A especialidade nessa área é muito sensível, precisa ter cuidado diferenciado e quando saímos do eixo da região metropolitana as coisas ficam mais dificultosas ainda, precisamos verificar o que cada pólo necessita. A ação é brilhante, é solidária e podemos trabalhar na questão da prevenção, orientação e atenção primária na saúde”, avaliou o médico. A maior reclamação foi o acesso a profissionais do segmento e ausência da descentralização do atendimento, além da escassez de médicos para a quantidade de população. Quem foi a consulta também recebeu encaminhamento para exames.

“Foi maravilhosa a consulta, fui bem atendida, recebi orientações que não conseguia nos postos. Estava há meses tentando uma consulta com um ginecologista”, contou Maria Benedita, de 41 anos, moradora de Ananindeua. 

No ônibus da saúde, também foram disponibilizados atendimentos com dois clínicos e ainda as vacinas contra HPV, meningocócica, antitetânica, hepatite B, tríplice viral e gripe. Na ação também foram ofertados os serviços de aferição de pressão e testes de glicemia.

A Ceasa (Centrais de Abastecimento do Estado do Pará) esteve mais uma vez presente na ação com o projeto ‘Ceasa Saúde’ oferecendo a degustação de sucos de manga e orientação nutricional. A Ceasa além de cuidar da comercialização e abastecimento de alimentos, trabalha com segurança alimentar, com o projeto Ceasa Saúde que oferece orientação nutricional, manipulação nutricional, culinária saudável e manuseio de alimentos. A comunidade também se deliciou com um nutritivo sopão servido aos participantes.

A ação foi prestigiada por diversas lideranças comunitárias, vereadores de Ananindeua e autoridades locais, entre eles os vereadores Breno Mesquita, Bittoti, Sérgio Barros, Alex Melul, juntamente com presidente do DEM Mulher de Ananindeua, Varlice Cabral.

LAZER - Enquanto os pais buscavam os serviços, as crianças se divertiram com as brincadeiras no pula pula, piscina de bolinhas, com os desenhos de colorir e uma série de atividades lúdicas no espaço recreativo.

 

Comentários