Estado investe em desenvolvimento sustentável com instalação de painéis solares no Hangar

Painéis solares geram energia limpa e barata, se comparada com a energia que o Brasil utiliza hoje, de hidrelétricas e termoelétricas (Foto: ANTONIO SILVA / AG. PARÁ )

Metade da energia consumida no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia já está sendo gerada por placas fotovoltaicas (painéis solares). A entrega do projeto pelo governador Simão Jatene aconteceu nesta quinta-feira, 22, no estacionamento do Hangar, em Belém.

Ao todo, 4.416 placas solares cobrem agora toda a área do estacionamento (cerca de 7.000 m²). Toda essa quantidade gera 270 mil quilowatts/hora de energia limpa. A potência total é de 265 Wp (Watt-pico) no complexo, o que totaliza 1,17 MW (megawatts) de potência instalada. Sob boa manutenção, as placas têm uma vida útil estimada em mais de 20 anos.

“Todo o estacionamento está coberto com as placas solares e a área não é pequena, é uma das maiores áreas de estacionamento do Brasil”, disse Fabriano Fretes, diretor-presidente da Pará 2000, organização social que administra o centro de convenções.

O presidente da Celpa, Nonato Castro, avalia o projeto como um grande salto para o desenvolvimento sustentável no Pará. “É um tipo de energia que, além de limpa, é extremamente barata, se comparada com a energia que o Brasil utiliza hoje, de hidrelétricas e termoelétricas”, detalhou.

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico e Mineração, Adnan Demachki, comemorou a instalação do projeto. “Não podemos continuar pensando em geração de energia apenas da maneira tradicional”, disse Adnan. “Já temos, aqui mesmo no Pará, grandes indústrias buscando fontes mais limpas de energia, utilizando inclusive os caroços de açaí. O estado também está concedendo isenção de ICMS para quem quiser investir em geração de energia solar até o limite de 1 megawatt, justamente para estimular esse tipo de projeto, de energia mais limpa e barata”, concluiu.

Os projetos de geração solar distribuída já foram implantados em seis instituições de ensino da rede estadual em Belém: escolas Francisco da Silva Nunes, Presidente Castelo Branco, Rosalina Cruz, Tiradentes I, Ulysses Guimarães e Escola Técnica Magalhães Barata. Nas seis escolas foram instalados 430 módulos fotovoltaicos, totalizando 107,5kW de potência instalada, o que significa uma economia de cerca de 9.700 kWh (quilowatt hora) por mês.

O governador Simão Jatene disse que a implantação do sistema é parte integrante de algo maior “que podemos chamar de ‘revolução pelo conhecimento’”. “Pessoas vão visitar o Hangar a partir de agora, olhar para as placas e, no mínimo, refletir sobre o que estão vendo”, disse Jatene.

“A partir daí, vão perceber que algo está mudando e vão ter vontade de mudar também, buscando alternativas para a geração de energia”, afirmou o governador. Jatene disse ainda que o estado está disposto a ajudar os municípios na implantação de projetos dessa natureza, levando a geração de energia por painéis solares para escolas e outros prédios públicos. “A importância do que estamos fazendo hoje, vamos sentir, positivamente, num futuro bem próximo”, concluiu o governador.

Comentários