Apesar da crise, Governo do Pará reajusta salário do funcionalismo público

O Governo do Estado do Pará anunciou na tarde desta terça-feira, 10, o reajuste de 3% nos salários dos servidores ativos e inativos do Estado (Foto: Thiago Gomes /Ag. Pará)

Mesmo diante da crise que ainda afeta o País, o Governo do Estado do Pará anunciou na tarde desta terça-feira, 10, o reajuste de 3% nos salários dos servidores ativos e inativos do Estado. O percentual de reajuste foi definido pela reposição da inflação no período de abril de 2017 a março de 2018, que foi de 2,89. A legislação eleitoral também veda, em ano de eleições como é 2018, reajuste acima do patamar registrado pela inflação. E a legislação vem sendo seguida à risca pelo Governo do Pará.

Na reunião que ocorreu na Secretaria de Administração (Sead) estiveram presentes a secretária de Administração, Alice Viana; o procurador do Estado, Idemar Perachi; Nilo Noronha, titular da Sefa; e Ana Hage, secretária de Educação. 

Ainda de acordo com a Secretaria de Estado de Administração (Sead) o reajuste tem impacto de R$ 27 milhões de reais na folha de pagamento do Estado e já será repassado aos servidores nos salários de abril.

“Com o levantamento da Secretaria Estadual de Fazenda, do comportamento de receita do mês de março, fizemos uma análise cuidadosa da nossa capacidade no comprometimento de gastos e aumentar mais o valor desse reajuste comprometeria o percentual que temos para gastos com pessoal da receita corrente líquida, que é de 45,08%. Temos priorizado nos últimos anos, a elevação da remuneração e a concessão de reajustes que garantiram a reposição inflacionária do período. Não há perdas acumuladas de janeiro de 2011 até abril de 2018, já que sempre os reajustes foram com ganhos reais. Temos priorizado o pagamento em dias e não realizamos parcelamento de salários, como ocorreu em outros lugares", explicou Alice Viana, titular da Sead.

O valor do auxílio alimentação sofrerá alteração somente para os praças da Polícia Militar do Pará e Corpo de Bombeiros, onde será dado um reajuste de R$ 200,00 para as categorias. O valor atual é de R$ 700,00, e passará para R$ 900,00, representando 28,5% de aumento em relação ao valor anterior.

Comentários