Ciclovia da Duque de Caxias começa a receber manutenção em pontos danificados

A ciclovia da avenida Duque de Caxias começou a receber serviços de manutenção nesta quinta-feira, 26, visando à recomposição de pontos do pavimento de concreto danificados. A ciclovia receberá reparos ao longo de toda a extensão de 2,5 quilômetros. Os serviços devem ser concluídos em 60 dias.

Técnicos da Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb) identificaram problemas no pavimento da ciclovia e notificaram a empresa responsável para fazer os reparos. “Como esse serviço será executado pela segunda vez, dentro do prazo de garantia de cinco anos, a empresa o realizará sem que haja qualquer custo a mais para a Prefeitura”, explica o diretor de Obras da Seurb, Reinaldo Leite.

Os serviços de reparo no pavimento de concreto começaram pelo trecho entre as travessas Lomas Valentinas e Angustura, identificados como os mais afetados. O trabalho seguirá sendo executado por pequenos trechos, de uma travessa a outra. “A Prefeitura solicitou que empresa não interdite a totalidade da ciclovia. Cada trecho em obra será interditado, momentaneamente, por questão de segurança dos ciclistas e para não prejudicar a execução e qualidade do serviço, sendo liberado ao fim do trabalho”, informa o diretor.

Para os ciclistas que utilizam o espaço, o serviço era necessário. A vendedora Carla Aviz acredita que os espaços para os ciclistas precisam ser priorizados. “Essa ciclovia realmente estava precisando de uma reforma. Nós que utilizamos diariamente a bicicleta como meio de transporte precisamos de espaços bem conservados para circular, o que também evita desgaste e danos nas nossas bicicletas”, afirma a ciclista.  

A bicicleta também é o meio de transporte muito utilizado pela família de Rafael Monteiro. Para ele, os reparos na ciclovia evitam defeitos na bicicleta. “Esse serviço é importante porque ajuda a não termos problemas frequentes por conta dos buracos, como um pneu furado, que nos obriga a descer e andar muito com as crianças”, diz.

Comentários