Projeto incentiva novas vivências no Hospital Regional Público de Marabá

Em situações simples ou grandes desafios, colocar-se no lugar do outro pode ser o ponto de partida para tomar a melhor decisão. É essa a estratégia que a Política de Humanização do Sistema Único de Saúde (HumanizaSUS) toma como base para a assistência à saúde. Assim, para exercitar o poder de empatia e integrar os setores, o Hospital Regional do Sudeste do Pará - Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, na região sudeste, lançou o projeto “Sentindo na Pele”. 

A iniciativa consiste na troca de papéis pelos funcionários para que conheçam a rotina dos colegas. Na primeira edição, 14 pessoas vivenciaram a experiência, incluindo o diretor-geral da unidade, Valdemir Girato, que se tornou, por uma hora, o supervisor da Unidade de Terapia Intensiva Adulto. Na ocasião, ele participou da visita multiprofissional, que reúne diversos especialistas para discutir o quadro clínico dos pacientes. 

“O projeto é fantástico, porque faz com que os participantes reconheçam a importância do trabalho do colega no dia a dia da unidade. Normalmente, a gente sempre acha que o trabalho do outro é mais fácil que o nosso. Mas não é assim. Todos têm os seus desafios diários e suas responsabilidades na assistência à saúde. E entender isso faz uma grande diferença no resultado do nosso atendimento”, afirmou Valdemir Girato. 

A técnica de Enfermagem Meires Souza também participou da experiência. No Serviço de Processamento de Roupas, ela ajudou a equipe a lavar, secar e entregar os uniformes privativos dos funcionários. “Vi que, como na Enfermagem, eles seguem processos definidos para a atividade. Assim, para cada etapa, cada colaborador do setor tem a sua função. Eu utilizo o serviço deles todos os dias quando chego à unidade. Às vezes, a gente chega lá e quer logo ser atendido, sem entender a situação deles. Às vezes, nem agradecemos por cuidarem do nosso uniforme. Todos devem ser reconhecidos pelo trabalho que fazem na unidade, porque todos são importantes”, ressaltou Meires Souza. 

Gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o Hospital Regional de Marabá é referência no atendimento de média e alta complexidade para 22 municípios da região.

Comentários