Pro Paz Enem leva aulões preparatórios a Paragominas e Tucuruí

O Teatro Reinaldo Castanheira, no Centro Cultural de Paragominas (sudeste do Pará), recebe espetáculos teatrais e outros eventos no município, mas neste sábado (12) recebeu o “aulão” do Pro Paz Enem, promovido pela Fundação Pro Paz. A primeira aula do dia foi ministrada pela professora de Língua Portuguesa Jandaia Tavares, da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que abordou as linguagens e seus códigos, fazendo relação com outras áreas do conhecimento.

A professora destacou a importância da interdisciplinaridade, para que o candidato faça uma boa prova. "É importante que os professores estejam ligados, pois dentro desta abordagem do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) as áreas estão interligadas. Esta pessoa que se prepara para o exame precisa saber ler, compreender e interpretar. Usamos hoje gêneros textuais, presente não só na prova de Linguagem, mas em todas as áreas de conhecimento, como Física, Biologia, História, Filosofia etc. Dentro da redação não há como alcançar a nota máxima sem fazer essa relação interdisciplinar com outras áreas de conhecimento", ressaltou Jandaia Tavares.

Quem estava na plateia, observando atentamente as aulas, teve a possibilidade de revisar os assuntos mais complexos. "Está sendo muito bom, porque eles estão revisando todo o conteúdo, e detalhando tudo. Eu tenho dificuldade com Filosofia, e somente agora, com esta aula, que estou conseguindo fixar as ideias. Por isso é importante, por mais que não substitua as aulas da escola, mas traz outra perspectiva, de outros professores, e nos ajuda a revisar", disse a estudante Etiene Tembé.

Maratona em Tucuruí - Simultaneamente a Paragominas, o aulão é oferecido em Tucuruí, no auditório da Escola Estadual Rui Barbosa, onde quem iniciou a maratona de aulas foi o professor Rangel, de História. O Pro Paz Enem conta com 36 professores, que foram divididos entre os dois municípios para atuação nos eixos temáticos exigidos na matriz do Enem. Ao longo do dia, eles reforçam os conhecimentos que os alunos recebem nas aulas regulares, trazendo informações adicionais e “dicas” para as provas. "É uma ótima oportunidade para ajudar os alunos. Ano passado eu participei, e agora estou participando de novo. É uma forma de ajudar os alunos a rever o conteúdo. Eu acredito que a iniciativa é excelente", declarou a estudante Marina Oliveira Gomes.

Segundo a coordenadora do Pro Paz Enem, Tatiana Melo, realizar simultaneamente os aulões, contemplando todas as áreas de conhecimento exigidas no exame, é fundamental para os alunos. "Realizar o aulão do Pro Paz Enem em dois municípios, simultaneamente, é sempre muito gratificante, pois sabemos que estamos com o trabalho em equipe alinhado e oportunizando muito mais alunos ao acesso a conteúdos de qualidade, de maneira gratuita, respondendo à altura ao que é exigido na matriz multidisciplinar do Enem", afirmou a coordenadora.

O Pro Paz Enem é realizado pela Fundação Pro Paz, em parceria com a Seduc, Secretaria Extraordinária de Municípios Sustentáveis (Semsu) e outros parceiros. O aulão continuará percorrendo o Estado até outubro, mês que antecede a realização do exame.

Comentários