Alepa faz arguição dos novos titulares do Inmetro e EGPA.

(Foto: Ozéas Santos )

A Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) fez a arguição dos novos indicados para ocupar os cargos de presidente do Instituto de Metrologia do Estado (Inmetro), Felipe Coimbra; e do diretor da Escola de Governança do Estado do Pará (EGPA), Marcelo Danilo Silva Alho, nesta quarta-feira (16.05). A arguição é realizada em cumprimento ao Capítulo IV, artigo 246 do Regimento Interno da Alepa, que prevê a arguição de conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Tribunal de Constas dos Municípios (TCM), dirigentes de autarquias e fundações públicas e outros que a lei vier a determinar. A arguição dos dois novos titulares do quadro de gestores estaduais durou cerca de uma hora e teve a aprovação do parlamento estadual.

O primeiro a fazer as suas considerações foi Felipe Coimbra, que destacou a atuação do Inmetro no Pará e seus bons resultados, reconhecidos nacionalmente. De acordo com o novo presidente do órgão, ele possui um custo mensal de R$ 800 mil com a máquina administrativa, porém como se trata de um órgão arrecadador, em função dos serviços que presta, como aferição de balanças, de taxímetros, entre outros, que resultam na arrecadação, segundo ele, de mais de R$ 1,5 milhão. “Hoje, o Inmetro é um órgão que traz recursos para a União e para o Estado, com a prestação de serviços em benefício da sociedade”, destacou Coimbra.

Marcelo Danilo Alho deu sequência às considerações e destacou a sua experiência profissional e a atuação da EGPA. Graduado em Administração, especialização em marketing e MBA em Gestão Estratégica destacou que o írgão trabalha na gestão empreendedora pública do Estado. “Nós desenvolvemos atividades de formação, desde cursos rápidos, workshops, palestras, graduação, pós-graduação e estamos buscando junto a Capes promover pós-graduação em nível de mestrado, além de buscar descentralizar as atividades de formação dos servidores do Estado do Pará e dos setores municipais. A ideia é levar, presencialmente, algumas atividades para os centros regionais de governo em Marabá e Santarém”, destacou Marcelo Alho.

Após o final das considerações feitas por Felipe Coimbra e Marcelo Danilo Alho, os deputados Carlos Bordalo, José Scaff e Dirceu Ten Caten fizeram seus pronunciamentos de boas-vindas aos novos gestores e destacaram a importância dos serviços prestados pelo Inmetro e EGPA. A arguição foi realizada logo após o término da sessão ordinária, que nesta quarta-feira, só contou com a primeira parte, não tendo sido votados projetos de lei. A realização da reunião especial de arguição  está prevista no capítulo VII, parágrafo 4º, do Regimento Interno da Alepa.

Comentários