Militares apreendem quase mil papelotes de pasta base de cocaína

Uma sacola com quase 1.000 papelotes de substância semelhante à pasta base de cocaína foi apreendida por militares do 24º Batalhão da Polícia Militar no feriado de Corpus Christi (31 de maio). A droga, cujo valor pode chegar a R$ 50 mil, estava com Wallace George Monteiro Marinho e Esmael Morais Ferreira, na área de mata conhecida como Morro dos Macacos, no Bairro Pratinha 2, Distrito de Icoaraci, em Belém.

A Polícia Militar chegou ao local após informação, repassada ao Centro Integrado de Operações (Ciop), sobre a presença de traficantes fortemente armados e comercializando entorpecentes na área. Ainda segundo a denúncia, os acusados teriam baleado um homem em represália a um roubo praticado pela vítima no Bairro Pratinha 2.

As guarnições que cercaram a área do Morro dos Macacos foram coordenadas pelo subcomandante do 24º BPM, major Lima Neto. “Nosso trabalho é incessante. Estamos sempre atentos para combater o tráfico, seja a hora que for. Nossos militares atuam na prevenção e na intervenção necessária. Essa apreensão é resultado também do trabalho planejado e integrado de nossa equipe”, disse o major Lima Neto.

Apreensão na Cabanagem - Ações como a apreensão no Morro dos Macacos são realizadas nos bairros Benguí, Cabanagem, Parque Verde e Tapanã, na circunscrição do 24º BPM, comandado pelo tenente-coronel Porto. Na quarta-feira passada (30), militares do 24º Batalhão, após outra denúncia anônima, prenderam Luciano de Melo Costa em uma residência localizada na Rua Esperantista. Com ele, a PM apreendeu 200 pedras de oxi, dois quilos de barrilha e 400 gramas de pasta base de cocaína (quantidade para produzir 300 papelotes), além de uma pedra de oxi de quase 300 gramas, uma balança de precisão, papel laminado e sacolas.

Ainda durante incursões na Cabanagem, os militares prenderam Williams do Socorro dos Santos Maués, apontado como um dos autores de homicídios contra mototaxistas da área do conjunto Panorama XXI. O acusado tem passagens pela polícia, inclusive com registro de homicídio doloso e indícios de envolvimento na morte de um militar. Luciano e Williams foram levados à Delegacia da Cabanagem.

Comentários