Fake news é um dos temas do Publicom Belém 2018, que começa na segunda

Até 2017, o Publicom contabilizou a participação de cinco mil estudantes e profissionais. Nas três edições de 2018, já foram cerca de mil participantes. (Foto: Carlos Sodré/Agência Pará)

Na próxima segunda-feira, a Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) dá início ao Publicom Belém 2018, que terá uma sequência de palestras para debater os mais variados e atuais temas ligados à área. O evento será realizado nos dias 11 e 12 de junho no Teatro do Sesi. “O Publicom é uma política pública de Comunicação que promove não só o diálogo e qualificação dos profissionais e estudantes do mercado, mas também busca demonstrar o quanto a comunicação tem um papel muito importante na transformação da sociedade”, explica o secretário de Comunicação do Estado, Daniel Nardin.

Criado em 2013, o Publicom é um Encontro de Comunicação voltado para profissionais e estudantes do Pará, um compromisso assumido pela secretaria de discutir a Comunicação em todos os cantos do Estado. Em cinco anos, a Secom já realizou os eventos nos municípios de Belém (quatro edições), Altamira, Bragança, Breves, Marabá, Paragominas, Parauapebas, Redenção, Santarém e Xinguara, contemplando todas as macrorregiões paraenses. Até 2017, o Publicom contabilizou a participação de cinco mil estudantes e profissionais. Nas três edições de 2018, já foram cerca de mil participantes.

Para esta próxima edição, a Secom está preparando uma programação dividida em dois dias, que trará temas atuais, como cobertura de eleições e fake news, mas também publicidade em multiplataformas e redes sociais.  

A publicitária co-fundadora do Mamilos Podcast, Juliana Wallauer, destaca a importância desse encontro. “O mercado de comunicação está enfrentando grandes desafios e transformações. Acredito que esses encontros são oportunidades para refletirmos e compartilharmos experiências para construirmos juntos o futuro da profissão”, conta.

A também jornalista Francy Rodrigues ressalta o quanto a troca de experiências é importante para nossa qualificação: “Acho que a troca de experiência faz muita diferença na formação do profissional. A faculdade não forma por completo, todos sabem disso. Ouvir quem está cara a cara com a informação e precisa transformá-la em notícia, tem seu fascínio e aprendizado. Adoro ouvir os colegas experientes”.

Uma novidade deste ano é que a inscrição no evento, que continua gratuita mediante a doação de um ou mais livros, foi feita por atividade e não mais para o evento como um todo. Assim, o inscrito terá certificado de acordo com as atividades das quais participar.

Novo local

O Publicom Belém 2018 faz sua estreia no Teatro do Sesi, espaço inaugurado em outubro de 2017 e que fica em uma das principais vias de Belém: a Almirante Barroso. Com capacidade para 400 pessoas, o espaço está totalmente reformado, com uma estrutura que inclui o atendimento às leis de acessibilidade, garantindo mais conforto para os participantes.

Uma das preocupações da organização do evento é apresentar temáticas atuais. Com uma programação de seis horas de atividade por dia, a ideia é oferecer ao público variedade de temas para agradar os diversos ramos de atuação na Comunicação. A programação do dia 11 começa com o debate de abertura "Jornalismo político em tempos de fake news e redes sociais: o desafio da credibilidade" e terá a participação de três jornalistas que moram em Brasília e de onde acompanham a rotina política brasileira. Adriana Vasconcelos, que foi correspondente do jornal O Globo por 15 anos; Luiz Fara Monteiro, repórter da TV Record e mediação de Francy Rodrigues, assessora do senador Randolfe Rodrigues (Rede).

“Em tempos de coberturas jornalísticas online é preciso ainda mais responsabilidade do profissional de imprensa, pois um erro ou uma informação dúbia, sem ouvir o outro lado, pode comprometer de forma irreparável uma candidatura. Quem já atuou dos dois lados da notícia sabe bem do que estou falando. Diz a regra básica do bom jornalismo que é preciso ouvir sempre o outro lado. Mas o que vemos hoje, em alguns casos, é a simulação de se tentar ouvir o outro lado. Numa cobertura eleitoral, é preciso ter uma atenção redobrada para que injustiças não sejam cometidas”, alerta a experiente Adriana, que fará parte do debate.

A Agência de Notícias dos Direitos da Infância (Andi) estará presente com a palestra “Guia de Cobertura Jornalística sobre o Abuso e Exploração Sexual Infantil” que será apresentada pela jornalista Luciana Abade. Encerrando a programação do dia, a publicitária e co-criadora do Mamilos Podcast apresenta a  palestra “Além do Factual: os diferentes pontos de vista no processo de Formação de Opinião”, falando um pouco do formato de trabalho do Mamilos, que vem se firmando como um modelo de referência no que diz respeito à debate de assuntos polêmicos e importantes apresentando diferentes argumentos e visões para que os ouvintes formem opinião com embasamento.

Entre as novidades deste ano está o espaço destinado a cases de Comunicação, onde agências e pessoas vão compartilhar experiências que deram certo. Antes das palestras, haverá apresentação com tempo total de 15 minutos. O primeiro case será apresentado pela contadora Paula Martins, que é uma das digitais influencers mais populares de Belém onde é conhecida por “tia Paula”.

O segundo case vai apresentar a campanha de combate à LGBTFobia realizada pelo Governo do Estado que teve resultados muito positivos. E encerrando, o case “Marketing de Oportunidade nas Redes Sociais”, que será apresentado pela jornalista Layse Santos, da agência Eko, em que vai compartilhar trabalhos que se destacaram nas redes sociais.

No segundo dia, a programação começa com a palestra “Desconstruindo estereótipos de raça na comunicação”, que será ministrada pelas comunicólogas Helaine Martins e Joana Mendes, da Idánimo Consultoria, agência especializada em comunicação com e sobre os públicos negro, feminino e LGBT.

A segunda atividade do dia será comandada pelo social media e diretor de Comunicação Digital do Governo, Petterson Farias, que irá ministrar a palestra “Construindo minha marca no Instagram”, em que vai falar sobre o funcionamento do Instagram e apresentar ferramentas que possibilitem um bom engajamento e possibilidades de produção de conteúdos para destacar sua marca pessoal e/ou profissional na rede.

Às 17 horas, o diretor de conteúdo do SBT Brasil, Giuliano  Chiaradia, compartilha sua experiência na palestra “Estratégia de Conteúdo Digital”, compartilhando experiências que vêm ajudando a destacar o SBT nesse mercado em que compete com grandes empresas como Globo,  Record e Netflix.

Para encerrar o evento, o jornalista, historiador e escritor Pedro Doria convida o público a entender melhor o momento em que vivemos. A palestra “Revolução Digital: como a história explica a confusão de hoje” mistura comunicação, política, história e tecnologia. “Estamos vivendo um momento difícil, confuso. O digital está criando um mundo novo, mas que mundo será esse não está claro, ainda. Voltando os olhos para a história e aproveitando-se do que pensam os futuristas do Vale do Silício, é possível compreender porque vivemos este período cheio de convulsões e, até, imaginar o futuro digital. É sobre isso que vamos conversar”, avisa o palestrante.

Encontro de Assessores

Como evento paralelo ao Publicom Belém, a Secom realiza no dia 12 pela manhã, o Encontro de Assessorias de Comunicação Pública, que vai reunir assessores do Governo do Estado, prefeituras municipais do Pará, da Assembleia Legislativa e Câmaras Municipais.

Como as inscrições iniciaram no dia 29 de maio, as vagas para todas as atividades do evento foram esgotadas em pouco mais de 48 horas. Quem conseguiu se inscrever pelo site deve comparecer ao teatro com o mínimo de 30 minutos de antecedência de sua atividade para fazer seu credenciamento. Caso não compareça até o horário marcado para o evento, as vagas serão disponibilizadas para o público que estiver no teatro em uma fila de espera.

A cada término de atividade, o teatro será esvaziado permanecendo no local apenas os credenciados para tal atividade. Ao dar o horário e ainda restarem cadeiras vazias, os inscritos na fila de espera terão acesso à atividade. Para facilitar essa troca, serão distribuídas pulseiras com cores diferentes no ato do credenciamento. Este ano, para receber o certificado, será necessário fazer o checkin comprovando presença na programação inscrita. 

Serviço:
O Publicom Belém 2018 será realizado nos dias 11 e 12 de junho (segunda e terça) das 14h às 20h no Teatro do Sesi (Av. Almirante Barroso, 2540 – esquina com a Dr. Freitas – Marco – Belém/PA). Programação completa no www.publicom.pa.gov.br. Informações: publicom@secom.pa.gov.br ou (91) 3202-0903.

PROGRAMAÇÃO

11/06 (Segunda-feira)
13h – Credenciamento
14h / 14h15 - Abertura oficial
14h15 / 14h30 - Case: "Da contabilidade à digital influencer" - Apresentação: Tia Paula
14h30 / 16h - Debate: "Jornalismo político em tempos de fake news e redes sociais: o desafio da credibilidade" – com Adriana Vasconcelos (AV Comunicação Multimídia - DF), Luiz Fara Monteiro (TV Record DF) e mediação de Francy Rodrigues (assessoria senador Randolfe Rodrigues (Rede)
16h15 - Case: "Campanha LGBTFobia" - Apresentação: Secom
16h30 / 18h - Palestra: "Guia de Cobertura Jornalística sobre o Abuso e Exploração Sexual Infantil” – Andi – com Luciana Abade
18h15 - Case: "Marketing de Oportunidade nas Redes Sociais" - Apresentação: Eko
18h30 – Palestra “Além do Factual: os diferentes pontos de vista no processo de Formação de Opinião” – com Juliana Wallauer (Mamilos PodCast)

12/06 (Terça-feira)
14h / 15h20 – Palestra “Desconstruindo estereótipos de raça na comunicação” – com Helaine Martins e Joana Mendes (Idánimo Consultoria de Comunicação)
15h30 / 16h50 – Palestra “Construindo minha marca no Instagram” – com Petterson Farias
17h / 18h20 – Palestra "Estratégia de Conteúdo Digital" – com Giuliano Chiaradia (diretor geral de conteúdo do SBT)
18h30 / 20h – Palestra “Revolução Digital: como a história explica a confusão de hoje” – com Pedro Doria.

Comentários