Hospital Regional mobiliza estudantes para repor estoque do hemocentro

As doações dos estudantes da Faculdade Metropolitana vão reforçar o estoque de sangue da Fundação Hemopa, reduzido devido à paralisação dos caminhoneiros (Foto: ASCOM HRSP)

O Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), está mobilizando a população de Marabá para repor o estoque de sangue da Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia, reduzido em decorrência da paralisação dos caminhoneiros, ocorrida em maio. Nesta semana, funcionários da unidade estiveram na Faculdade Metropolitana mostrando aos estudantes a importância da doação de sangue. 

Durante três horas, a enfermeira Pollyana Lobo e o biomédico Gustavo Ramos percorreram três blocos de salas de aula informando os benefícios e requisitos para a doação, enfatizando como um único doador pode salvar até sete vidas.

A estudante Daniella Riguette, do 8º período do curso de Fisioterapia, considerou a iniciativa “extremamente importante”. “Hoje são desconhecidos que precisam de sangue, mas qualquer  dia pode ser um de nós. Então, temos que ter essa sensibilidade e nos colocar no lugar do próximo. É um ato com o qual só temos a ganhar. Eu vou doar sexta-feira com dois amigos”, afirmou Daniella, que é doadora há cinco anos.

Para a coordenadora dos cursos de Enfermagem e Fisioterapia, Mônica Nicolau, a mobilização é responsabilidade de todos. “Eu acredito que essa parceria é importante para a nossa comunidade, e que devemos programar isso mais vezes. Atuando na área da Saúde sabemos que nossa responsabilidade é muito grande. E a nossa faculdade acredita muito nisso”, garantiu a coordenadora. 

Segundo a diretora Assistencial do HRSP, Maria do Carmo Freitas, a ideia é estender essa mobilização para outras faculdades da região e instituições de outros segmentos.

Campanhas - Gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o Hospital Regional Público do Sudeste é uma das unidades que mais acionam o hemocentro regional. Isso se deve principalmente pelo número de cirurgias de média e alta complexidade realizadas no hospital e pelo perfil da unidade, que recebe a maioria das vítimas em estado grave de acidentes de trânsito ocorridos na região.

Além desta mobilização, ao longo do ano o hospital promove três campanhas de doação de sangue. Em agosto será realizada a 34ª edição da campanha, tendo sempre um dia de coleta dentro da unidade para facilitar a doação por funcionários, acompanhantes e usuários do ambulatório. 

Quem pode doar - Qualquer pessoa pode aderir a essa corrente solidária, doando sangue ou incentivando amigos e familiares. Para ser doador basta ter entre 16 e 69 anos, estar bem de saúde, pesar 50 quilos ou mais e apresentar um documento oficial com foto no dia da coleta. Menores de idade precisam de autorização dos pais ou responsáveis legais. 

O Hemopa Marabá funciona de segunda a sexta, das 7 às 13 h, na Rodovia Transamazônica, s/n, próximo à Câmara Municipal de Marabá, no núcleo Cidade Nova.

Comentários