Deputados aprovam convocação de presidente mundial da Hydro

(Foto: Igor Cícero)

Os deputados da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura danos ambientais em Barcarena, a partir do episódio ocorrido nas dependências da empresa norueguesa Hydro Alunorte em fevereiro passado, fizeram, nesta terça-feira (12.06), após o encerramento da Sessão Ordinária da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), uma reunião administrativa para nivelar informações entre os parlamentares, a pedido do deputado Celso Sabino, relator da CPI.

Entre as decisões tomadas para acelerar o processo conclusivo do relatório foi aprovada a convocação do presidente internacional da Hydro Alunorte, Svein Richard Brand; quebra de sigilo de informações dos diretores da Alunorte, Carlos Augusto Neves e dos gerentes operacionais que estavam de plantão nos dias 16 e 17 de fevereiro passado.

“Pedi a convocação depois de ter lido na imprensa que a autoridade máxima da empresa norueguesa havia pedido desculpas ao povo brasileiro pelo ocorrido e de que ele considerou inaceitável, em razões dos padrões criteriosos que a empresa adota no mundo inteiro”, disse o deputado Celso Sabino.

Na reunião estiveram cinco membros titulares da CPI: Coronel Neil, Celso Sabino, Carlos Bordalo, Eliel Faustino e José Scaff.

Foi aprovada ainda a reiteração do pedido de informações à mineradora, sob pena de busca e apreensão, depois que a empresa informou que o caminhão com rejeitos, tombado em estrada próxima no dia 22.02 e testemunhado por várias pessoas ouvidas na CPI, estaria chegando à empresa após um serviço de manutenção e não saindo.

A MARK’S Engenharia Ltda., proprietária do caminhão e contratada pela Alunorte não emitiu nenhum relatório acusando o acidente. Por isso, a Alunorte não informou a placa do caminhão, modelo, nome do motorista e imagens de entrada ou saída do tal caminhão. A mineradora forneceu as imagens de suas câmeras internas colhidas nos dias dos eventos analisados pela CPI.

Ao final da reunião, o presidente Coronel Neil confirmou a agenda desta quarta-feira (13.06), a partir das 9h30, no auditório João Batista, com a transmissão ao vivo pela Rádio e TV Alepa. Pela ordem serão ouvidos: Leonardo Furtado do Carmo, da Comunidade Furo do Arrozal; Benedito Ruy Cabral, secretário de obras de Barcarena; Marcos Mendes, assessor técnico da Prefeitura de Barcarena, convocado para explicar tecnicamente, na compreensão do executivo municipal, o que são Bacias de Rejeitos e Estações de Tratamento. E por último, o ex-administrador do Porto de Vila do Conde, que atuou no naufrágio do Navio Haidar, ancorado com cinco mil cabeças de gado.

Os deputados da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura danos ambientais em Barcarena, a partir do episódio ocorrido nas dependências da empresa norueguesa Hydro Alunorte em fevereiro passado, fizeram, nesta terça-feira (12.06), após o encerramento da Sessão Ordinária da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), uma reunião administrativa para nivelar informações entre os parlamentares, a pedido do deputado Celso Sabino, relator da CPI.

Entre as decisões tomadas para acelerar o processo conclusivo do relatório foi aprovada a convocação do presidente internacional da Hydro Alunorte, Svein Richard Brand; quebra de sigilo de informações dos diretores da Alunorte, Carlos Augusto Neves e dos gerentes operacionais que estavam de plantão nos dias 16 e 17 de fevereiro passado.

“Pedi a convocação depois de ter lido na imprensa que a autoridade máxima da empresa norueguesa havia pedido desculpas ao povo brasileiro pelo ocorrido e de que ele considerou inaceitável, em razões dos padrões criteriosos que a empresa adota no mundo inteiro”, disse o deputado Celso Sabino.

Na reunião estiveram cinco membros titulares da CPI: Coronel Neil, Celso Sabino, Carlos Bordalo, Eliel Faustino e José Scaff.

Foi aprovada ainda a reiteração do pedido de informações à mineradora, sob pena de busca e apreensão, depois que a empresa informou que o caminhão com rejeitos, tombado em estrada próxima no dia 22.02 e testemunhado por várias pessoas ouvidas na CPI, estaria chegando à empresa após um serviço de manutenção e não saindo.

A MARK’S Engenharia Ltda., proprietária do caminhão e contratada pela Alunorte não emitiu nenhum relatório acusando o acidente. Por isso, a Alunorte não informou a placa do caminhão, modelo, nome do motorista e imagens de entrada ou saída do tal caminhão. A mineradora forneceu as imagens de suas câmeras internas colhidas nos dias dos eventos analisados pela CPI.

Ao final da reunião, o presidente Coronel Neil confirmou a agenda desta quarta-feira (13.06), a partir das 9h30, no auditório João Batista, com a transmissão ao vivo pela Rádio e TV Alepa. Pela ordem serão ouvidos: Leonardo Furtado do Carmo, da Comunidade Furo do Arrozal; Benedito Ruy Cabral, secretário de obras de Barcarena; Marcos Mendes, assessor técnico da Prefeitura de Barcarena, convocado para explicar tecnicamente, na compreensão do executivo municipal, o que são Bacias de Rejeitos e Estações de Tratamento. E por último, o ex-administrador do Porto de Vila do Conde, que atuou no naufrágio do Navio Haidar, ancorado com cinco mil cabeças de gado.

Comentários