Projeto Família e Cidadania reúne quase 200 pessoas no município de Ananindeua

Cerca de 200 pessoas participaram da abertura de mais uma edição do Projeto Família e Cidadania, no auditório da Secretaria Municipal de Educação de Ananindeua (Foto: Ascom NAC)

Na manhã desta quarta-feira (13) cerca de 200 pessoas participaram da abertura de mais uma edição do Projeto Família e Cidadania, no auditório da Secretaria Municipal de Educação de Ananindeua (Semed), no Bairro da Guanabara, em Ananindeua (Região Metropolitana de Belém). O evento – que prossegue até sexta-feira (15) - foi aberto por representantes dos órgãos parceiros do projeto, entre eles Daniele Khayat, diretora-geral do Núcleo de Articulação e Cidadania (NAC), do governo do Estado.

Ao destacar como o projeto melhora a vida das pessoas, Daniele Khayat disse que “hoje a sociedade realmente vem enfrentando muitas dificuldades, e eu digo isso diante do que estamos presenciando nas escolas, na área de saúde e em várias outras áreas. Com esse projeto temos um grande desafio, que é a educação familiar, pois a base da sociedade é a família, é o núcleo, e o projeto vem dando esse empoderamento às famílias”.

O primeiro dia da programação contou com o módulo da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater), no qual o instrutor Henrique Sawake falou sobre empreendedorismo e geração de renda. A programação do dia prossegue até 17h30, com módulos de Assistência Social. Na quinta-feira (14), as atividades começarão às 8h30, com o módulo de Saúde, e à tarde haverá o módulo de Educação. Na sexta-feira (15), o evento terá o módulo de Direito e Economia, às 8h30, e será encerrado às 12h30.

Preservação de direitos - A pedagoga Katiane Nunes, participante do encontro, ressaltou a importância dos conhecimentos que está adquirindo. “O (projeto) Família e Cidadania é de suma importância pra minha prática educativa dentro da unidade que trabalho, pois estamos lidando diretamente com famílias que todos os dias têm seus direitos violados. Essa primeira palestra sobre empreendedorismo foi muita bacana. Os instrutores têm uma metodologia muito dinâmica”, afirmou Katiane Nunes.

O projeto é realizado pelo Núcleo de Articulação e Cidadania (NAC), do governo do Estado, em parceria com a Emater, Defensoria Pública do Estado, e as secretarias de Estado de Saúde Pública (Sespa), de Educação (Seduc) e de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster). A ação é dividida em cinco módulos, e cada parceiro é responsável por um deles: assistência social, educação, saúde, empreendedorismo e cidadania.

O projeto é voltado a gestores, técnicos, professores e representantes de conselhos de escolas públicas; gestores, técnicos e agentes de saúde; representantes de organizações sociais e lideranças comunitárias. (Colaboração de Ruan Moraes).

Comentários