Instituições promovem ação voltada para adolescentes em conflito com a lei

A Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), em parceria com a Secretaria de Estado de Administração (Sead), por meio do projeto Estação Cidadania, promoveu nesta quarta-feira (13), uma ação de cidadania voltada para adolescentes e jovens que cumprem medidas socioeducativas no Estado. A iniciativa foi realizada no espaço Apoena, que é administrado pela Fundação, em Ananindeua.

O encontro teve como objetivo levar ações de cidadania, com a entrega e emissão de documentos como Carteira de Trabalho Profissional e o cadastro biométrico eleitoral para esses jovens, que muitas vezes ingressam no sistema socioeducativo sem a documentação pessoal necessária. Somente neste semestre, essa é a segunda vez que o trabalho é desenvolvido entre as instituições públicas parceiras direcionadas a esse público.

“Com essa carteira de trabalho em mãos, eu já posso conseguir um trabalho e dar um futuro melhor para a minha família”, declarou um jovem de 14 anos que cumpre medida socioeducativa de internação no Centro Juvenil Masculino. Com a sua documentação em dia, o rapaz quer iniciar um estágio profissional ainda durante o cumprimento da medida e seguir seus estudos.

Segundo Washington Berg, coordenador do projeto Estação Cidadania Bosque Grão Pará, essa ação do Governo do Estado é muito importante para que os jovens exerçam seus direitos cívicos. “Essa documentação ajuda bastante, principalmente por fazer parte da identidade civil. A carteira de trabalho, por exemplo, é um documento imprescindível para que eles possam ter seu vínculo legal juntamente com as empresas que manifestam interesse em contratá-los”, comentou Berg.

Ainda segundo ele, a parceria da Sead em conjunto com as demais secretarias, tem surtido efeito. “Nós observamos a expressão de satisfação dos jovens quando de posse dos seus documentos, da vontade de serem inseridos no mercando de trabalho e voltarem a participar da vida pública da sua cidade e do seu país.

A ação mobilizou cerca de 40 jovens que cumprem medidas socioeducativas nas unidades da Fasepa localizadas na Região Metropolitana de Belém. A coordenadora de atendimento socioeducativo da Fundação, Francirlei Pessoa, disse que esse é um primeiro movimento para que os jovens participem socialmente da vida pública do seu país.

“A Fasepa atendendo essa necessidade, de garantir esse direito constitucional à cidadania, se mobilizou juntamente com esses parceiros para realizar essa ação no sentindo de fazer com que esses jovens tenham seus documentos para desenvolverem suas atividades futuras”, ressaltou Francirlei.

Comentários