Hospital do Araguaia completa 11 anos de serviços no Sul do Pará

Localizado no município de Redenção, o HRPA é gerenciado pelo Instituto de Saúde Santa Maria (Idesma) e continua sendo uma importante instituição do Sistema Único de Saúde (SUS) na região Sul do Pará. (Foto: Ascom HRPA)

Perto de completar 11 anos de criação em julho deste ano, o Hospital Regional Público do Araguaia (HRPA) é referência em traumato-ortopedia e neurocirurgia para 15 municípios da região do Araguaia, beneficiando uma população de mais de 500 mil habitantes. Localizado no município de Redenção, o HRPA é gerenciado pelo Instituto de Saúde Santa Maria (Idesma) e continua sendo uma importante instituição do Sistema Único de Saúde (SUS) na região Sul do Pará.

Outros importantes serviços oferecidos à população estão na área de nefrologia, com transplante de rim intervivo, implantado em 2012, tendo realizado em seis anos, 53 transplantes; e Terapia Renal Substitutiva, com 22 máquinas de hemodiálise e capacidade de atender a 132 pacientes em três turnos.

Também merece destaque a cirurgia bucomaxilofacial, que atende pacientes com trauma de face na Urgência e Emergência, e em cirurgias eletivas, como as de pacientes com fissura labial-palatal.

Com a implantação desses serviços para Redenção, muitos pacientes não precisaram mais percorrer cerca de mil quilômetros para vir a Belém para ter acesso a procedimentos de alta complexidade.

Segundo o diretor do HRPA, Pedro Anaisse, antes do hospital existir, quase não havia na região profissionais e equipamentos hospitalares especializados para realizar procedimentos mais complexos. “Por isso, a população tinha que se deslocar até a capital ou outras cidades distantes para ser atendido. Em muitos casos, essa demora para receber assistência médica representava uma piora do quadro clínico do paciente”, explicou Anaisse.

Com 100 leitos, o HRPA disponibiliza internação em Clínica Médica, em Clínica Cirúrgica, em Clínica Pediátrica, em Clínica Obstétrica, em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto, em UTI Neonatal, em UTI Pediátrica e em leito-dia.

Tanto na internação quanto no ambulatório, o Hospital Regional dispõe de atendimento nas especialidades de cardiologia, cirurgia bucomaxilofacial, cirurgia geral, cirurgia plástica reparadora, cirurgia vascular, cirurgia pediátrica, endocrinologia, fonoaudiologia, infectologia, nefrologia, neurologia, neurocirurgia, neuropediatria, traumato-ortopedia, obstetrícia de alto risco, pediatria, urologia, mastologia, hepatologia, serviço social, psicologia, fonoaudiologia, fisioterapia e nutrição, resultando em 1.660 consultas, 312 internações e 35 partos mensais.

O HRPA também conta com um serviço de apoio diagnóstico com audiometria, densitometria óssea, ecocardiograma, ergometria, mamografia, raios-X, tomografia, ultrassonografia, colonoscopia, endoscopia e broncoscopia, além de laboratório de análises clínicas.

Anaisse informou que 85% dos pacientes atendidos no Hospital vêm devidamente regulados pelo 12° Centro Regional de Saúde (CRS), que tem sede em Conceição do Araguaia. “Isso significa que apenas 15% vêm sem nenhum encaminhamento para o hospital”, comentou o diretor do HRPA.

Para garantir o funcionamento da instituição, atualmente, o HRPA conta com 592 funcionários e mais de 50 médicos, além de consultores permanentes nas áreas de planejamento e gestão hospitalar, controle e avaliação, farmácia hospitalar e engenharia clínica.

Ensino e pesquisa - O Hospital Regional também contribui com a formação de profissionais na área de Saúde por meio do seu Centro de Ensino e Pesquisa (CEP), que tem a missão de gerar e disseminar conhecimento, qualificar novos profissionais e prover um ambiente que favoreça a atração e a retenção de talentos para o próprio hospital.

Planejar e coordenar a execução de atividades relacionadas ao ensino, à pesquisa e à extensão, em conformidade com as unidades acadêmicas conveniadas; apoiar projetos de ensino, pesquisa, extensão e educação permanente; propor medidas de aprimoramento das condições de apoio didático-pedagógico; coordenar e regular as atividades de estágio curricular e extracurricular, na graduação, pós-graduação e extensão, além do Jovem Aprendiz, Serviço Voluntário e visita técnica; assim como zelar pela infraestrutura e organização da biblioteca são as principais atribuições do CEP.

Para Anaisse, os principais problemas de Saúde Pública no Sul do Estado é a baixa cobertura na Atenção Básica, pouca resolutividade dos hospitais municipais, fazendo com que muitas pessoas ainda busquem atendimento diretamente nos hospitais regionais, como o HRPA e o Regional de Conceição do Araguaia. “Apesar dessa dificuldade, que ocorre em todas as regiões do estado, o HRPA tem cumprido o seu papel de instituição pública de média e alta complexidade na região Sul do Pará”, concluiu o gestor.

Comentários