Deputados da CPI adiam acareação entre institutos de pesquisas

A acareação convocada pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga danos ambientais na bacia hidrográfica do rio Pará, agendada para manhã de hoje (20.06), foi transferida após a decisão dos deputados de retomar a realização das sessões ordinárias às quartas-feiras. “As sessões plenárias têm ascensão sobre as demais atividades da Casa Legislativa”, disse o deputado Coronel Neil, presidente da CPI, determinando que fosse comunicado aos pesquisadores dos institutos de pesquisas envolvidos para informar o motivo da mudança para a próxima quinta-feira (28.06).

Os representantes da SGW Service, por sua vez, haviam comunicado de que não poderiam estar presentes na acareação, devido viagem ao exterior a trabalho, anexando recibos de passagens e estadias. A SGW foi contratada pela Hydro Alunorte para realizar as contraprovas dos laudos de instituições públicas que identificaram transbordamento das bacias de rejeitos, uso de dutos clandestinos e contaminação de rios e igarapés com substâncias tóxicas.

Prorrogação - Na Sessão Ordinária desta terça-feira (19.06), os parlamentares aprovaram a prorrogação do prazo de funcionamento da CPI, instalada no dia 12 de março. O pedido de prorrogação foi feito porque nem todas os documentos solicitados aos órgãos ambientais e às empresas envolvidas foram remetidos para análise.

Deverão participar da acareação os pesquisadores da UFPA, Instituto Evandro Chagas (IEC), Centro de Perícia Renato Chaves (CPRC) e representantes da empresa SGW Services.

 

Comentários