'Diálogos da Inovação' inicia debatendo Arranjos Produtivos Locais

A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet) iniciou nesta quinta-feira (21) mais uma ação voltada ao fomento de Ambientes de Inovação no Pará, no âmbito do Programa Inova Pará. Intitulado “Diálogos da Inovação”, o projeto trouxe, na sua 1ª edição, o tema "Arranjos e Sistemas Produtivos e Inovativos Locais como Estratégia de Desenvolvimento", e contou com a participação de servidores da Sectet e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), que dialogaram sobre conceitos e projetos relativos aos Arranjos Produtivos Locais (APLs)

“Esse projeto tem como principal propósito discutir, mensalmente, conceitos que podem ajudar no desenvolvimento de projetos inovadores no âmbito das cadeias produtivas trabalhadas no Pará. No evento de hoje é fundamental entender, por exemplo, a diferença entre Cadeia Produtiva e Arranjo Produtivo Local, este se caracterizando por estar geograficamente concentrado e ser um espaço de interação entre diferentes entidades”, explicou o diretor de Ciência e Tecnologia da Sectet, Marco Antônio Lima, na abertura do evento.

Os Arranjos Produtivos Locais são aglomerações territoriais de agentes econômicos, políticos e sociais, que priorizam um conjunto específico de atividades econômicas vinculadas. Geralmente envolvem a participação e a interação de empresas que podem ser desde produtoras de bens e serviços finais até fornecedoras de insumos e equipamentos, prestadoras de consultoria e serviços, entre outros. Estão inclusos em organizações públicas e privadas voltadas para formação e capacitação de recursos humanos.

A Sedeme possui o Núcleo Estadual de Apoio aos APLs (NEAPL), cujas realizações foram apresentadas no evento pelo diretor de Desenvolvimento da Indústria, Comércio e Serviços da Sedeme, Raimundo Sérgio de Menezes Santos. “Por meio de incentivos fiscais, assessoramento de planejamentos estratégicos e apoio na realização de eventos e projetos inovadores, o Núcleo vem trabalhando o fortalecimento de diversos APLs no Estado, incluindo cacau e chocolate, laticínios, gemas, pesca e aquicultura, mandioca, alimentação fora do lar, e outros”, disse o diretor.

Case de sucesso - Ao final do evento foi apresentado um caso de sucesso em APL de alimentação fora do lar, criado em 2016 com o apoio da Sedeme e da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-PA). O empresário Nazareno Alves, dono de uma rede de restaurantes, apresentou as conquistas que obteve ao participar do APL. “Nosso principal chamativo é a forma de apresentar e vender um dos principais pratos típicos do Pará, que é o açaí. Uma vez dentro do APL, investimos muito na capacitação dos nossos colaboradores, e isso foi fundamental para o nossa expansão”, afirmou o empresário.  

O Projeto Diálogos da Inovação continuará em junho. A 2ª edição do evento ocorrerá dia 28 (quinta-feira), às 09 h, na Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), e trará o tema “Perspectivas de Desenvolvimento do Setor de Pesca e Aquicultura na Região do Nordeste Paraense”. A entrada é gratuita.

 

Comentários