Sopranos Tania Moura e Juliane Lins fazem recital na 'Ettore Bosio'

A paraense Juliane Lins apresentará, como solista, composições de Antonio Vivaldi e Georges Bizet (Foto: ASCOM FCG)

O Instituto Estadual Carlos Gomes realizará no próximo sábado (30) o recital de Canto e Piano com as sopranos Tania Moura, do Rio de Janeiro, e a paraense Juliane Lins, a partir das 18 h, na Sala Ettore Bosio, com entrada franca. As cantoras líricas serão acompanhadas pelo pianista paraense Sérgio Sena Jr., que desenvolve intensa atividade como performance em formações camerísticas, além de atuar na área da pesquisa e docência.

No recital, as cantoras farão apresentações individuais e, ao final, cantarão uma música juntas. Na primeira parte do espetáculo, Tania Moura cantará árias de óperas de Mozart, Donizetti e Puccini. Depois, Juliane Lins apresentará composições de Vivaldi e Bizet. Ao final da apresentação, elas cantarão em dueto a música Summertime, de Gershwin.

Tania Moura vem se destacando no cenário do canto lírico nacional. Ela já participou de duas edições do Programa Prelúdio, da TV Cultura, e atualmente é aluna do barítono Homero Velho, um dos grandes nomes da música clássica brasileira. Tania também vem sendo convidada para participar de festivais internacionais de ópera.

A soprano paraense Juliane Lins há sete anos canta no Coro Lírico do Theatro da Paz. Neste ano, ela conquistou o 3° lugar no II Concurso Marina Monarcha, realizado pela Fundação Carlos Gomes, além de etr participado em São Paulo do Programa Prelúdio, uma espécie de reality show de música erudita, em que jovens instrumentistas de até 25 anos e cantores de até 28 anos têm a oportunidade de mostrar seus talentos. Juliane foi a representante do Pará no concurso, cantando sob a regência do consagrado maestro Júlio Medaglia.

Programa do Recital de Canto e Piano:

Tania Moura:

- O zittre nicht, da Ópera Die Zauberflöte, de Wolfgang Amadeus Mozart.

- Der hölle rache, da Ópera Die Zauberflöte, de Wolfgang Amadeus Mozart.

- Regnava nel silenzio, da Ópera Lucia di Lammermoor, de Gaetano Donizetti.

- Air der bijoux, da Ópera Faust, de Charles Gounod.

-Tu che di gel sei cinta, da Ópera Turandot, de Giacomo Puccini.

Juliane Lins:

- Sposa son disprezzata, da Ópera Bijazet, de Antonio Vivaldi.

- Deh vieni non tardar, da Ópera As Bodas de Fígaro, de Wolfgang Amadeus Mozart.

- Chi il bel sogno di Doretta, da Ópera La Rondine, de Giacomo Puccini.

- Je dis que rien ne m'enpouvant, da Ópera Carmen, de Georges Bizet.

Dueto:

Summertime, da Ópera Porgy and Bess, de George Gershwin.

Artistas:

Tania Moura é bacharel em Canto Lírico pelo Conservatório Brasileiro de Música na classe de 2016, da professora Patrícia Peres.  Foi aluna dos mestres Lício Bruno e Patrícia Vilches. Recentemente foi aprovada para participar do Festival Opera San Luis, na cidade de San Luis Potosí, no México. Esteve no 8º Festival Sesc de Música, na cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul, onde foi solista na Noite de Gala Lírica do Theatro Guarany. Participou do Programa Prelúdio, da TV Cultura, em 2016 e 2017, além de ter participado de concursos de renome internacional, como o Paris Opera Competition. Interpretou Miss Pinkerton na Ópera The Old Maid and the Thief, de Gian Carlo Menotti, com o projeto Ópera na Unirio.

Participou, também em 2016, da masterclass do renomado Raphaël Sikorski, coach de grandes nomes da ópera, como Natalie Dessay e Rolando Villazón, além de ter atuado como solista no recital de encerramento do Festival Ópera na Tela, no Rio de Janeiro. Como membro do coro sinfônico da Associação de Canto Coral, regido pelo maestro Jésus Figueiredo, fez concertos como o Stabat Mater, de Traetta, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, em 2015.

Juliane Lins é bacharel em Canto Lírico pela Universidade do Estado do Pará (Uepa) e pelo Instituto Estadual Carlos Gomes (IECG). Participou do 8° Festival Sesc de Música no Rio Grande do Sul, na cidade de Pelotas, onde foi solista no Theatro Guarany na Noite de Gala Lírica. Estudou com Carla Domingues e Homero Velho. Foi escolhida a soprano representante do Pará no Concurso de Música Clássica do Programa Prelúdio, em São Paulo. Dentre seus papéis, destacam-se a 1ª bruxa da ópera Dido and Aeneas, onde foi solista sob a regência de Phillipi Forget.

Nos festivais de Ópera do Theatro da Paz, ela se destacou no elenco da ópera João e Maria, em 2012. Cantou Gilda, da ópera Rigoletto, no concerto de encerramento do Festival de Ópera de 2014, e participou da ópera Turandot, em 2016, no papel de uma aia. Canta há sete anos no Coro Lírico do Theatro da Paz. Em 2017 e 2018 ganhou o 3° prêmio no 1° e 2° Concurso de Canto Lírico Marina Monarcha. Participou de masterclass com Adriane Queiroz, Laura de Souza, Celine Imbert, Ana Ester, Rosana Schiavi, Damon Ploumis, Jo Ella Tod, Carol Hill e William Ferrara. Atualmente, ela estuda com o tenor paulista Richard Bauer e leciona Canto na Escola de Adoradores, há quatro anos.

Sergio Sena Jr. – nascido em Belém, o pianista tem quatro premiações musicais, é performance em formações camerísticas e atua na área da pesquisa e docência. É bacharel em Música, com habilitação em Piano (Uepa/FCG), pós-graduado em Educação Musical pela Universidade Cândido Mendes (Ucam) e pós-graduado em Docência no Ensino Superior pela Faculdade de Teologia e Ciências Humanas (Fatech).

Comentários