Hemopa abre na internet votação para escolha da música oficial

Na próxima segunda-feira (2) será aberta a votação para escolha da música oficial da Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa), no site www.hemopa.pa.gov.br. A votação, que prossegue até o final de julho, faz parte da segunda e última etapa do concurso promovido em comemoração aos 40 anos do hemocentro.

Três composições são finalistas. Com o incentivo concedido pela Secretaria de Estado de Cultura (Secult), a premiação ao vencedor será de R$ 2.500,00. Qualquer pessoa pode participar da votação várias vezes. A música campeã será anunciada durante a programação de aniversário do Hemopa, no dia 2 de agosto.

Segundo a presidente da Fundação Hemopa, Ana Suely Leite Saraiva, o concurso de música foi idealizado para apresentar à sociedade, por meio da música, o trabalho desenvolvido pelo hemocentro no Estado, sensibilizando a sociedade para a necessidade da doação regular de sangue. “Além disso, acreditamos que a iniciativa pode revelar um novo talento, já que nossa população possui a música correndo nas veias, no sangue, e o nosso trabalho é exatamente com sangue, com vida”, ressaltou.

Conhecimento - A escolha das três finalistas foi feita pela comissão julgadora, formada pela presidente da Fundação Hemopa e representantes de três instituições do Estado, de renomado conhecimento musical. Pela Secult, Alfredo Reis; da Fundação Carlos Gomes, Álvaro Dias, e Thaís Cristina Carneiro, da Escola de Música da Universidade Federal do Pará (Emufpa).

Segundo Ana Suely Saraiva, a constituição da comissão julgadora por essas três instituições reforça a importância do concurso. “Essa parceria agregou um altíssimo valor ao processo. São três profissionais de reconhecido talento, com trabalhos de qualidade no mercado musical e artístico”, ressaltou.

No site da Fundação Hemopa o internauta pode conhecer as três finalistas e votar na sua preferida. “Fundação Hemopa no Pará” é uma composição de Luiz Gustavo Borges Saraiva; “Hemopa, a Família do Pará” é de autoria de João Paulo Aragão Araújo e Jorge Antônio Gomes Alves, e “Sangue Divino” foi composta por Eudes Fraga e Júnior Figueira.

Comentários