Centros de Comando Integrado terão funcionamento ininterrupto

Os centros de Comando Integrado instalados em dois pontos em Salinópolis e um na Ilha de Mosqueiro funcionarão como pequenas delegacias, para atender nas 24 horas as demandas dos veranistas (Foto: Ascom Segup)

Para funcionarem como delegacias na praia, no município de Salinópolis e no distrito de Mosqueiro, a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) instalou neste sábado (30) três centros de Comando Integrado: uma na orla do Maçarico e outro na Praia do Atalaia, em Salinópolis, no nordeste paraense, e um na Vila de Mosqueiro, distrito de Belém.

De acordo com o coronel André Cunha, secretário adjunto de Gestão Operacional da Segup, os centros de comando vão contribuir para proporcionar aos veranistas uma temporada de férias com mais segurança nos pontos mais frequentados no mês de julho.

Durante todo o sábado, agentes do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Departamento de Trânsito do Estado (Detran), e polícias Civil e Militar, sob a coordenação da Segup, receberam treinamento para atuar nos centros de comando, que funcionarão nas 24 horas.

Monitoramento – Nos centros também serão monitoradas as câmeras instaladas em Salinópolis e Mosqueiro. Com equipamento de ponta e alcance de até 1,3 quilômetro, o sistema de monitoramento é capaz de visualizar, inclusive, placas de veículos e identificar irregularidades.

O coronel André Cunha, que acompanhou a atuação dos agentes de segurança no início da Operação Verão 2018, destacou a prestação de serviço para a população da capital e do interior no mês de julho, e pediu responsabilidade no trânsito. “Espero que tenhamos um veraneio com a prestação de um serviço de qualidade para a população do Pará que se desloca aos inúmeros balneários, assim como espero que tenhamos uma temporada usufruída com responsabilidade por parte dos veranistas, especialmente quanto a trânsito, consumo de bebida alcoólica, direção e prudência nas estradas, nos rios, igarapés e no oceano”, disse o secretário adjunto. (Texto: Yáskara Cavalcante).

Comentários