Cresce número de pessoas encaminhadas ao mercado de trabalho no Pará

Mais de 10 mil trabalhadores foram encaminhados ao mercado de trabalho no Pará por meio das ações da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) em parceria com as unidades do Sistema Nacional de Emprego (Sine). O número, que corresponde aos cinco primeiros meses do ano, foi 20% maior que o registrado no mesmo período do ano passado. (Foto: ASCOM / SEASTER )

Mais de 10 mil trabalhadores foram encaminhados ao mercado de trabalho no Pará por meio das ações da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) em parceria com as unidades do Sistema Nacional de Emprego (Sine). O número, que corresponde aos cinco primeiros meses do ano, foi 20% maior que o registrado no mesmo período do ano passado.

Segundo pesquisa do IBGE, o índice de desemprego no Brasil atingiu 12,6% no trimestre encerrado em fevereiro de 2018 e o Pará vem na contramão desta realidade. “O cenário é positivo e esse resultado pode ser atribuído ao importante papel desempenhado pelo SINE na intermediação de mão de obra entre o trabalhador e o empregador. São 40 postos do SINE, presentes em 35 municípios do Estado, que unem esforços para minimizar o impacto da crise na vida dos trabalhadores paraenses”, declara o Secretário Adjunto Trabalho, Emprego e Renda, Everson Costa. 

José Carlos Silva, de 58 anos, foi um dos beneficiados. “Estava desempregado há três anos e então resolvi ir até um posto de atendimento do SINE fazer meu cadastro para vagas de empregos. Dois meses depois, recebi uma ligação do SINE para participar de uma pré-seleção. Daí, passei, fui encaminhado para a entrevista na empresa e aqui estou há seis meses”, contou.

O gerente do SINE, César Marba, destaca a importância do processo de pré-seleção que contempla a análise do perfil do trabalhador conforme os requisitos exigidos pelas empresas. “A pré-seleção dos candidatos já cadastrados no SINE e que estão desempregados é fundamental para conseguirmos chegar mais próximo do que a empresa solicita em diversos quesitos como escolaridade, experiência na função e qualificação, para então conseguirmos inserir este trabalhador no mercado de trabalho”, explica. 

Edson Borges, gestor de uma das empresas que utilizam o Sistema de Emprego para admissão de novos empregados, declara já ter acionado os serviços do SINE várias vezes e acredita que a pré-seleção feita por ele garante credibilidade em relação ao trabalhador e segurança para o empregador. “Quando tenho vagas vou até o posto do SINE e informo a minha necessidade. Lá, eles coletam informações sobre o perfil da vaga, inclusive as características de personalidade que a pessoa necessita ter para o exercício da função. Isso me gera mais segurança na hora de fazer a seleção, porque sei que a pré-seleção é feita por psicólogos”, exaltou.

Além do encaminhamento ao mercado de trabalho, a Seaster auxilia os trabalhadores que perderam o emprego com carteira assinada sem justa causa, a receberem o benefício do seguro-desemprego, pago pelo governo federal, por meio do Programa do Seguro-Desemprego. Além disto, através da equipe que atua na secretaria adjunta do trabalho, fornece assistência temporária ao desempregado, auxiliando na busca do novo trabalho, com ações de orientação, qualificação e recolocação profissional também previstas aos que recebem o benefício.  

Busca de emprego através da tecnologia

Para facilitar e agilizar o processo de colocação e recolocação no mercado de trabalho, o Ministério do Trabalho criou o “Sine Fácil”, um aplicativo que visa dar mais facilidade ao trabalhador. Já em funcionamento, é também através do “Sine Fácil” que o trabalhador acompanha as vagas de empregos, que são disponibilizadas diariamente. Através dele também é possível marcar entrevistas de trabalho e ainda consultar o andamento do seguro desemprego e do abono salarial. O objetivo do aplicativo é ampliar o atendimento virtual e reduzir custos ao trabalhador, que não precisará se deslocar até um posto de atendimento para requerer seus serviços.

Disponível para Android e iOs o aplicativo é disponibilizado gratuitamente através da loja de compras do celular. Para se cadastrar, é necessário entrar no site https://empregabrasil.mte.gov.br ou procurar um dos postos de atendimento do Sine e pegar um código de acesso. O código de acesso é individual e garante mais segurança às informações.

(Colaboração: Laina Sagica) 

Comentários