Serviço de oxigenoterapia da Prefeitura de Belém é premiado em Congresso Nacional

O Serviço de Oxigenoterapia Domiciliar, ofertado pela Prefeitura de Belém por meio Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), foi premiado entre as 14 experiências exitosas nacionais durante o 34º Congresso Nacional das Secretarias Municipais de Saúde, ocorrido de 25 a 27 de julho, em Belém. O trabalho concorreu com 342 inscritos de todas as regiões do Brasil e foi o mais votado na sala onde foi apresentado, dentre as 14 salas do evento, em eleição por voto popular. Como premiação, o trabalho será registrado em vídeo na próxima temporada dos webdocs “Brasil, aqui tem SUS”.

Para Karen Tavares, autora do projeto e coordenadora do Serviço de Oxigenoterapia Domiciliar e do programa Melhor em Casa, com a premiação o município de Belém conquista o reconhecimento pela implantação de um serviço especializado, cujos resultados são importantes para a redução do número de hospitalizações. “Diminui a mortalidade e melhora a qualidade de vida dos pacientes com insuficiência respiratória, que passam a ser atendidos dentro da sua casa e próximo à família”, afirma.

O secretário municipal de saúde, Sérgio Figueiredo, destacou que a premiação é um incentivo a mais para o trabalho feito pela gestão municipal. Ele ressaltou que Belém também participou do evento com mais três trabalhos, que assim como no caso da oxigenoterapia, são fundamentais para a promoção da saúde pública local e para o acompanhamento da população que deles precisa. “Os trabalhos apresentados no evento são experiências bem-sucedidas e que podem servir de modelo para outros municípios. Ficamos gratos pelo prêmio e pela oportunidade de mostrar que em Belém estamos trabalhando para um SUS (Sistema Único de Saúde) cada vez melhor”, frisou o titular da Sesma.

O Serviço de Oxigenoterapia Domiciliar foi implantado em agosto de 2016. Atualmente o município dispõe de capacidade de cobertura de 70 pacientes ao ano.

As outras experiências apresentadas pela Sesma foram: “Atendimento de Pacientes com Esquistossomose Mansônica”, “Protocolo Clínico para Portadores de Bexiga Neurogênica” e o “Papel da Nutrição no Cuidado da Saúde Mental no Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD)”.

A coordenação do Serviço de Oxigenoterapia Domiciliar de Belém também estará no I Simpósio Nacional de Gestão da Atenção Domiciliar, que será realizado em Brasília nos dias 18 e 19 de setembro, promovido por meio de um projeto executado em parceria pelo Ministério da Saúde e o Hospital Alemão Oswaldo Cruz (Haoc) para o desenvolvimento do processo do Serviço de Atenção Domiciliar do SUS em Belém e todo o Brasil.

Comentários