Arthur Moreira Lima faz concerto em Belém com participação de alunas de escola municipal

Dez meninas, com idades entre 8 e 10 anos, estudantes da Escola Municipal Alzira Pernambuco, no bairro do Marco, estão vivendo uma grande emoção. As garotas, que participam do projeto Cantar-o-Lar, coordenado pelo violonista paraense Salomão Habib, foram escolhidas para cantar na abertura do concerto “Um Piano pela Estrada”, do pianista Arthur Moreira Lima, na próxima terça-feira, 14, a partir das 19 horas, no Portal da Amazônia. A programação é gratuita.

O concerto de Moreira Lima, um dos mais renomados pianistas do Brasil e do mundo, faz parte do projeto “Um Piano pela Estrada”, que percorre o País em turnê que se apresenta nas cidades em um caminhão-palco. A iniciativa é da companhia de gás Ultragaz, por meio do programa Ultragaz Cultural e do Ministério da Cultura, com a Lei de Incentivo à Cultura (Rouanet). Em Belém, a iniciativa tem apoio da Prefeitura de Belém, por meio da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel).

Ensaio - Mal a porta da sala multifuncional da escola Alzira Pernambuco se abriu, Maria Eduarda Trindade, de 10 anos, aluna do 5º ano na escola, se lançou em um abraço afetuoso com Salomão Habib. A escola é a terceira, neste ano, a receber as ações do projeto Cantar-o-Lar, que utiliza a música infanto-juvenil como instrumento de promoção da arte, da educação e da interdisciplinaridade.

Maria Eduarda é muito falante e é uma das cantoras mais aplicadas do grupo. Além de cantar, a menina é também dançarina e sempre é chamada para dançar carimbó nas apresentações do Cantar-o-Lar. Na última terça-feira, 7, as meninas ensaiaram para a apresentação da próxima semana.

“Antes de eu começar aqui com o grupo, eu não conhecia muita gente e também não sabia quase nada sobre preservar a natureza e sobre como é bom ter amigos. Eu participo desde que o projeto chegou aqui na minha escola e gosto muito do que faço aqui, especialmente do professor Salomão, que ensina tudo para nós”, disse Maria Eduarda.

As meninas sabem todas as músicas que irão apresentar na abertura do concerto de Arthur Moreira Lima. Elas estão empolgadas porque na apresentação vão utilizar um headset (pequeno microfone que se adapta à cabeça de quem o usa).

“Eu acho que vai ser legal. Mas eu gosto mesmo é de cantar as músicas que a gente aprendeu aqui”, comentou Maria Eduarda.

Projeto - Mais de 2.500 crianças, algumas delas com algum tipo de deficiência, já participaram do projeto Cantar-o-Lar, que tem o apoio da Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semec) e do Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef), além de outras instituições.

O projeto é coordenado pelo músico Salomão Habib há quatro anos, e já passou por cerca de 15 escolas municipais, nos oito Distritos Administrativos de Belém, incluindo Mosqueiro, Icoaraci e Outeiro.

“Nós temos uma culminância anual do projeto, que consiste na gravação de um CD e de um DVD com as crianças das escolas, que têm idades entre 3 e 12 anos. Mas essa não é a nossa única intenção. Com este projeto trabalhamos muitos conceitos que, tenho certeza, essas crianças irão levar para toda vida”, afirma Salomão.

O Cantar-o-Lar utiliza a música como ferramenta na educação dos alunos e trabalha temáticas como cidadania, matemática, história, ecologia e sustentabilidade, por meio de um material contextualizado e regionalizado para as crianças.

A partir desse resgate da identidade amazônica e de cidadania por meio da música, Salomão Habib criou canções como o “Rap da Sujeira”, que se tornou um verdadeiro hino quando o assunto é sujar o chão. A música é uma das cinco que serão apresentadas na abertura do concerto.

“São mais de 180 composições que compus, sempre com a temática na região Amazônica. Trabalho com temas como cidadania, meio ambiente e criei um outro, o qual chamo de ‘florestamia’, que é para mostrar às crianças o quanto é importante defender a nossa floresta. É um trabalho muito recompensador e que me deixa muito feliz”, explica Salomão, que ensaia com as crianças com seu violão e cantando com junto com elas. O músico compõe temas voltados às crianças há cerca de 30 anos.

Internacional - O projeto Cantar-o-Lar também edita um livro, que é utilizado pelas crianças durante os ensaios. O livro já está em sua terceira edição e uma delas foi traduzida para o francês e lançada na Guiana Francesa. “Foi uma grande emoção perceber como as crianças das escolas da Guiana se identificaram com os temas que abordamos no projeto. Isso nos mostra que esses temas são universais, assim como a música é”, destaca o músico.

Karla Gouveia é diretora da escola Alzira Pernambuco há quatro anos e disse que todos no colégio fazem questão de que o projeto sempre volte. “Participamos desde 2016, mas este ano estávamos fora das ações porque outras escolas precisam receber o projeto. Mas uma escola que estava programada desistiu do projeto e eu disse ‘a vaga é nossa’, e trouxemos o Cantar-o-Lar novamente para cá”, contou a diretora.

“Nossas crianças adoram participar do projeto e percebemos como elas evoluíram como estudantes e como pessoas. Por isso, meus dois filhos que estudam aqui na escola também irão participar das atividades”, comemorou a diretora.

Concerto - Na apresentação da próxima terça-feira, além das crianças do projeto Cantar-o-Lar, Salomão Habib fará um pequeno concerto solo. Depois deles, Moreira Lima assume o piano, e mostra a sua arte, a qual ele se dedica desde menino.

Para quem não sabe, Arthur Moreira Lima se apresentou aos 9 anos no palco do Theatro da Paz, em Belém. Aquele momento foi tão especial que uma placa, marcando o momento, está afixada em uma das paredes das coxias do teatro.

“A música clássica ao alcance de todos” é o ideal do projeto “Um Piano pela Estrada”, que leva Arthur Moreira Lima e seu caminhão-teatro para todo e qualquer lugar do País, mostrando a música universal a uma população que dificilmente teria acesso a esse tipo de manifestação.

O caminhão-palco já realizou mais de 400 apresentações, levando cultura a quase 1 milhão de pessoas, em cerca de 180 mil quilômetros de percurso por quase todos estados do Brasil e mais o Distrito Federal.

Serviço:

Concerto “Um Piano pela Estrada”, com o pianista Arthur Moreira Lima e participação especial dos alunos do projeto Cantar-o-Lar e do violonista Salomão Habib, terça-feira, dia 14, a partir das 19 horas, no Portal da Amazônia. Entrada gratuita.

Comentários