Prefeitura realiza ação de combate ao trabalho infantil no Círio das Crianças

"Maria, jovem que vive em todos nós, inspira as crianças e os adolescentes a serem agentes de transformação de sua própria realidade”. Com esse tema, a Prefeitura de Belém por meio da Fundação Papa João XXIII (Funpapa), promoveu na manhã deste domingo, 21, na 28º romaria do Círio das Crianças, ações de conscientização e educação em prol da erradicação ao trabalho infantil.

A ação, realizada na Praça Santuário, foi desenvolvida por meio do programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) e teve como principal objetivo levar informação sobre a importância do combate ao trabalho infantil.

Para promover a mobilização, o evento contou com os educadores sociais, técnicos e coordenadores da assistência por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e, conselheiros tutelares.

Durante ação, as equipes distribuíram pulseiras de identificação com nome e o contato do responsável, ventarolas, folder explicativo e realização de atividades educativas.  

Para autônoma, Antônia Albuquerque, de 30 anos, a campanha é importante e necessária. “Todo ano há uma grande perda de crianças no meio da multidão  por falta de identificação.  A forma como a ação está sendo desenvolvida facilita localizá-las e ainda conscientiza os pais de como prevenir nossas crianças de situações de risco”, disse Antônia,  que levou seus dois filhos para o Círio das Crianças.  

De acordo com a presidente da Funpapa, Adriana Azevedo, cada ano a ação se fortalece e mostra a importância do combate ao trabalho infantil. “Essa prática ainda é uma triste realidade no nosso país e, para ajudar a coibir esse fato, a conscientização da nossa população é de fundamental importância. Então, pela 2º vez, escolhemos o Círio das Crianças pra ser um dos nossos pontos de referência pra repassar informações e ferramentas de denúncias", declarou a gestora. "Com a participação de todos, conseguiremos cumprir com o dever de garantir que os direitos das nossas crianças não sejam violados”, completou.

Comentários