Concluintes de oficina de Currículo recebem dicas de produção visual

Otimismo e muitos planos para o futuro. Com o certificado da oficina de Elaboração de Currículo nas mãos, a jovem Marcele Lopes, de 26 anos, ainda está em busca do primeiro emprego, mas conta que agora se sente mais preparada com as dicas que recebeu para se conhecer melhor e para aperfeiçoar o desempenho nos processos de seleção de mão de obra. “Foi muito importante pramim, aprendi a me expressar mais e melhor. Pretendo continuar nessa fórmula de aprender”, planeja Marcele, que é uma das 14 concluintes da oficina realizada pela Prefeitura de Belém, por meio do Programa de Saneamento Básico da Bacia da Estrada Nova. As aulas ocorreram entre os dias 22 e 26 de outubro, na Igreja Centrão, no bairro da Cremação. Todas as participantes são mulheres desempregadas que buscavam orientações para inserção no mercado de trabalho.

As atividades da oficina foram ministradas pela psicóloga Ana Carvalho, que já atua com recrutamento de mão de obra na capital. Ela orientou os participantes sobre a parte técnica de como compor o currículo, considerada fundamental para despertar o interesse das empresas. Ana defende que também é necessário que as pessoas estejam preparadas para as entrevistas. “Por isso, trabalhamos a autoestima, a confiança e isso vai ser um diferencial para as participantes”, avalia a psicóloga.

É no que acredita Aline de Paiva da Silva, de 29 anos, que já havia feito o curso de Produção de Tortas e agora atua com o preparo e comercialização de alimentos. Com a oficina de Elaboração de Currículo, ela entende que a perspectiva muda para melhor. “Muda muito. Hoje, eu vim entender o que é o objetivo do currículo, que é você colocar no que você quer trabalhar. Eu sempre coloquei errado, agora não. A perspectiva muda cem por cento”, afirma Aline.

Produção Visual – A escolha da roupa e a apresentação visual também foram discutidas na oficina de Elaboração de Currículo, com as orientações da produtora visual Mara Carlo. Com um pouco de pó no rosto, umas pinceladas discretas nas sobrancelhas e um jeitinho nos cabelos, ela levou poucos minutos para surpreender a participante Kelcilene Ferreira, de 29 anos, que está desempregada há cerca de oito anos. “Eu nem me reconheço. Estou belíssima”, comemorou Kelcilene, que mostrou entusiasmo com o visual e tudo o que aprendeu na oficina. “Agora eu quero continuar, aprender cada dia mais, me qualificar cada dia mais e sim, fazer uma faculdade”.

Portal do Trabalhador e Fundo Ver-o-Sol– Todas as 14 participantes da oficina produziram novos currículos durante a oficina de Elaboração e organizaram os documentos. De posse do material, elas foram recebidas no Portal do Trabalhador e Fundo Ver-o-Sol, e cadastradas no registro do Sistema Nacional de Empregos (Sine) em Belém. “Esse período nós temos sido procurados por grandes empresas, ainda ontem 22 pessoas foram contratadas por uma rede de lojas. Esperamos que logo elas sejam chamadas para entrevistas também”, disse otimista o coordenador do Portal do Trabalhador, Gilvan dos Anjos.

Para quem pensa em se tornar empreendedor, mas precisa de orientação e recursos, o coordenador do Fundo Ver-o-Sol, Kadmiel Pacífico, apresentou a linha de microcrédito e também o programa de cursos gratuitos oferecido pelo município. “A partir de janeiro, vamos fechar parceria para a oferta do curso de Corte e Costura”, destacou o coordenador.

“Esse trabalho de qualificação é uma realização importante para o Programa, para o Município e entendemos que também é importante para a comunidade. Esperamos que os participantes façam o melhor uso desse aprendizado e que o objetivo de fortalecer a economia local seja alcançado. As perspectivas são as melhores”, considera a engenheira Luciana Vasconcelos, coordenadora do Programa de Saneamento Básico da Bacia da Estrada Nova.

Essa foi a segunda edição da oficina de Elaboração de Currículo oferecida à comunidade dentro das ações de desenvolvimento social, do Programa de Saneamento Básico da Bacia da Estrada Nova, para contribuir com o fortalecimento das atividades econômicas e dos processos de comunicação dos moradores das áreas que serão impactadas pelas obras, previstas para começar nos próximos meses.

Curso de eletricista – Nesta segunda-feira, 30, 14 pessoas concluíram o curso de Eletricista + NR10 com carga horária de 116 horas, iniciado no mês de setembro. Durante a formação, a turma visitou obras, recebeu orientações e participou de simulações para atuação em situações de emergência, prevenção e combate a incêndios. Segundo o professor do curso, os participantes estão preparados para atuar com qualidade técnica no mercado de trabalho.

Programa –O Programa de Saneamento Básico da Bacia da Estrada Nova prevê intervenções nas sub-bacias I e II que incluem macro e microdrenagem, melhorias no sistema de abastecimento de água, construção de redes de coleta de esgoto, Estação de Tratamento de Esgoto, além de urbanização e sistema viário e ações sociais e ambientais que compreendem cerca de 50 cursos, oficinas para famílias das áreas afetadas pelas obras. São 250 milhões de dólares em investimentos, sendo 125 financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento e os demais 125 milhões, recursos do município.

Comentários