Reunião avalia monitoramento de 54 maternidades no Pará

Começou nesta quarta-feira, 7, em Belém, o Seminário de Monitoramento das Maternidades na Perspectiva da Rede Cegonha. O encontro ocorre na Escola de Governança do Pará e é ministrado por técnicas do Ministério da Saúde.

O evento visa apresentar aos gestores da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sespa), de municípios e de hospitais públicos o resultado do monitoramento realizado pelo governo federal nas maternidades do Pará em 2017, a título de contribuição para o aperfeiçoamento de estratégias já pactuadas na perspectiva da melhoria na Atenção Obstétrica e Neonatal nos Estabelecimentos avaliados.

Na avaliação do Ministério, nas 54 instituições sediadas no Estado, foram verificados cinco requisitos principais, entre os quais o acolhimento na obstetrícia, boas práticas na atenção ao parto e nascimento; monitoramento do cuidado e vigilância da mortalidade materna e neonatal; gestão participativa compartilhada e ambiência. Cada diretriz foi subdivida em 17 dispositivos.

Acompanham de perto as discussões o médico Helio Franco, membro do Comitê Gestor da Sespa; a médica Ana Cristina Guzzo, coordenadora estadual de Saúde da Criança, e Maria Esther Vilela, coordenadora geral de Saúde das Mulheres do MS.

Segundo Mariana Carvalho, da Coordenação Geral de Saúde das Mulheres do MS, trata-se de aperfeiçoar o sistema por meio das colocações que estão sendo feitas ao longo de três dias de encontro. “Pelos resultados apresentados, será possível enaltecer as boas práticas na atenção ao parto e ao nascimento e melhorar itens não considerados pouco adequados e incipientes”, ponderou.

Meta - O seminário vai ao encontro do que já é protocolo no Sistema Único de Saúde, pelo qual o MS analisa o funcionamento das instituições credenciadas, uma vez que repassa recursos financeiros de incentivo e quer saber onde e como são aplicados.

Nesta quarta-feira, gestores de hospitais e maternidades abrangidas geograficamente pelos 11 e 12º Centros Regionais de Saúde da Sespa foram contemplados. A agenda prossegue nesta quinta-feira, 8, agregando 9 e 10º Centros Regionais e, na sexta-feira, 9, abrangendo representantes do 1º, 3º, 4º, 5º  e 6º Centros Regionais.

Comentários