Cine Olympia apresenta mostra em homenagem aos 20 anos do Canal Brasil

A programação do Cine Olympia no mês de dezembro está especial e com uma variedade de filmes. A grande atração fica por conta da “Mostra 20 anos-Canal Brasil”, entre os dias 6 e 12 de dezembro, que vai exibir um filme por dia, além da “Mostra de Cinema e Direitos Humanos”, de 13 a 19 de dezembro, com destaque para exibição do documentário “Dona Onete: Flor da Lua”, que mostra a vida e carreira de Dona Onete, um dos maiores nomes da música paraense.

A primeira exibição, dia 6, será do longa de 2017, “Gabriel e a Montanha”. O filme retrata o sonho de Gabriel Buchmann (João Pedro Zappa), de visitar a África. O personagem tem o desejo de conhecer o estilo de vida do povo africano, sem se passar por turista, além de ter como grande objetivo alcançar o topo do monte Mulanje, localizado no Malawi. No mesmo dia, o filme “Boi Neon”, que conta a história de Iremar, um vaqueiro de curral que viaja pelo Nordeste trabalhando em vaquejadas. Seu maior sonho é largar tudo e começar uma nova carreira na moda como estilista no Polo de Confecções do Agreste.

A programação segue na sexta-feira, 07, com a comedia dramática “Mãe só há uma”. O longa dirigido por Ana Mulayert mostra a história de Pierre, que descobre que sua família não é biológica quando a polícia prende sua mãe. Confuso, ele vai atrás de seus parentes verdadeiros, que o conhecem como Felipe, e a nova realidade faz com que o rapaz encontre finalmente sua real identidade. Em seguida, será exibido o filme “Pendular”, da diretora Julia Murat. O filme narra a trajetória de um jovem casal que se instala em um grande galpão industrial abandonado. Uma fita laranja colada ao chão separa o espaço em duas partes iguais: à direita um atelier de escultura; à esquerda um espaço de ensaio de dança. Pendular acontece neste ambiente, onde arte, performance e intimidade se misturam; e onde os personagens perdem aos poucos a capacidade de distinguir entre seus projetos artísticos, o passado de cada um e sua relação amorosa.

No terceiro dia da mostra, será exibido o documentário “Menino 23: Infâncias perdidas no Brasil”, que acompanha a investigação do historiador Sidney Aguilar e a descoberta durante os anos de 1930, que cinquenta meninos negros e mulatos foram levados de um orfanato no Rio de Janeiro para uma fazenda e foram submetidos ao trabalho escravo por uma família que fazia parte da elite política e econômica do país. As exibições especiais seguem nos dias 9, com o drama “A Glória e a Graça”, que narra a história de Glória (Carolina Ferraz), travesti bem sucedida e feliz com suas conquistas.

A programação segue no dia 11, com o documentário “Setenta”, que conta a história de 18 personagens que viveram durante a ditadura militar no Brasil. A mostra encerra na quarta-feira, 12, com o longa “Despedida”, um drama  que mostra os últimos dias de um Almirante, de 92 anos, que decide se despedir de tudo e todos e desfrutar uma intensa noite de amor com Fátima, sua amante de 37 anos.

Direitos humanos - Entre os dias 13 e 19 de dezembro, é a vez da “Mostra de Cinema e Direitos Humanos”, no primeiro dia serão exibidos os filmes” Henfil”, com classificação Indicativa de  12 anos, na sessão das 16h30. Ás 18h30 serão exibidos os curtas metragens "Nós”, "Do outro lado”, “Uma bala”, “Nomes que importam” e “Repensi”. No dia 14, na sessão das 16h30, será exibido o filme “Eduardo Galeano Vagamundo”, e às 18h30, o curta “A Espera” e o longa “Chega de Fio Fio”.  No sábado, 15, na sessão das 16h30, serão exibidos os filmes “Outro olhar convivendo com a diferença”, “Monocultura da Fé” e “WAAPA”. 

A programação segue no domingo, 16, com os filmes “Sociedade Etiquetada”  e “Tente entender o que tento entender”, ambos na sessão das 16h30. No dia 18, às 16h30, será exibido “Café com Canela”, na sessão das 18h30, começa o Festival  de Cinema e Vídeos Universitários, o OSGA, da Universidade da Amazônia (UNAMA).  No último dia da mostra na quarta-feira,19, será exibido o filme “Nunca me sonharam”, na sessão das 16h30. Logo após, segue o OSGA, na sessão das 18h30. Na quinta-feira, 20, chega ao fim o Festival  de Cinema e Vídeos Universitários com a premiação das melhores produções, a partir das 18h30.

No dia 22, às 16h30, será exibida a animação “Submarino Amarelo”, para comemorar os 50 anos do filme. A trama é baseada na música homônima da banda Beatles, os quatro músicos de Liverpool são heróis que viajam no clássico submarino amarelo para devolver a alegria e a música para uma terra mágica dominada pelos malvados Blue Meanies, que aprisionaram a música.

Mantendo a tradição do período natalino, O Cine Olympia exibirá no dia 23, às 16h30, “A Felicidade Não Se Compra”. O filme conta a historia de George Bailey (James Stewart), que sempre ajudou a todos, pensa em se suicidar saltando de uma ponte, em razão das maquinações de Henry Potter (Lionel Barrymore), o homem mais rico da região. Mas tantas pessoas oram por ele que Clarence (Henry Travers), um anjo que espera há 220 anos para ganhar asas é mandado à Terra para tentar fazer George mudar de ideia, demonstrando sua importância através de flashbacks. Na quarta-feira, 26, é a vez do projeto “Cinema e Música”, que exibe um filme mudo com acompanhamento musical do pianista Paulo José Campos de Melo.  O filme exibido será “O Circo”, com Charles Chaplin, na sessão das 18h30.

O grande destaque da programação do Olympia fica por conta da presença da cantora Dona Onete, na exibição do documentário “Dona Onete: Flor da Lua”, com sessão especial no dia 21 de dezembro, ás 18h30, e voltará a ser exibido entre os dias 27 e 30 de dezembro. O documentário mostra a vida e carreira de Dona Onete, um dos maiores ícones da música paraense.

Serviço:

O Cine Olympia oferece sessões de terça à sexta-feira, a partir das 18h30. Aos sábados e domingos o horário de exibição é às 16h30. A entrada é gratuita.

Comentários