Belém é o município que mais gera oportunidades de empregos no Estado do Pará

“Fui admitido depois de passar pelo Portal do Trabalhador. Fiquei sabendo da vaga, fiz a inscrição, fui encaminhado para a empresa, por fim fiz a prova e passei”. A fala é do recém contratado, Anderson Takemura, de 22 anos, admitido durante o ano de 2018 em uma loja de departamentos da capital.

Anderson é uma das milhares de pessoas admitidas na capital, que de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) é a cidade que mais gerou oportunidades de empregos formais entre os 144 municípios paraenses. O estudo do departamento foi divulgado nesta quinta-feira, 10, com base em informações do Ministério do Trabalho e do Cadastro Geral de Empregos (Caged).

“Somando a média dos últimos dez anos, Belém gera por ano cem mil oportunidades de emprego”, destaca o supervisor técnico do Dieese, Roberto Sena. O supervisor destaca, ainda, que a tendência é cada vez mais equilíbrio na geração de empregos. “Na análise que fizemos, Belém continua sendo entre todos os municípios, o que mais gera oportunidades de emprego, mesmo com o fator crise. A tendência é que, daqui pra frente, tenhamos mais equilíbrio na geração de postos de trabalho”, completa.

Faltando dois dias para completar 403 anos, a capital paraense tem muito a comemorar com os números de emprego e renda. Ainda de acordo com o estudo divulgado pelo Dieese, Belém vem mantendo uma média de 102 mil admissões por ano.

Saldo Positivo -Especialmente em 2018, o número de pessoas admitidas em Belém foi 77.323 contra 75.932 desligamentos, gerando um saldo positivo de 1.391 postos de trabalhos formais. Outro dado satisfatório foi o crescimento na geração de emprego dos setores econômicos, em especial o setor de serviços que gerou 3.201 postos.

Só em 2018, o Portal do Trabalhador realizou 35.640 atendimentos, encaminhando 550 pessoas para o mercado de trabalho.

Comentários