Busca por cursos profissionalizantes no Portal do Trabalhador é grande

Os amigos Ana Lúcia Costa, de 21 anos, e William Silva, de 18, moradores do bairro da Pedreira, estavam atentos às explicações repassadas sobre como preencher a ficha para uma das vagas em cursos profissionalizantes oferecidos pelo Portal do Trabalhador, cujas inscrições começaram na manhã desta sexta-feira, 11.

“Eu e meu amigo soubemos que esses cursos vão começar aqui no Portal do Trabalhador. Estamos procurando uma colocação no mercado de trabalho e nos inscrevemos para o curso de atendente de farmácia. Acho que essa oportunidade não pode ser perdida, porque, além de tudo, é gratuita”, conta Ana Lúcia.

A oferta dos cursos profissionalizantes segue em janeiro, mês em que a cidade de Belém comemora 403 anos de fundação. Promover capacitação acaba se tornando um presente à cidade e aos seus moradores.

Os cursos, todos gratuitos, são garantidos a partir de uma parceria da Prefeitura de Belém, por meio do Portal do Trabalhador, e o Centro Amazônia de Educação Profissional (Caep). O público preferencial é o de jovens que estão em busca do primeiro emprego.

Para se candidatar aos cursos, a pessoa deve estar com os documentos originais RG e CPF e ter idade mínima de 18 anos. As inscrições se encerram na próxima terça-feira, 15. Todos os inscritos são informados, via telefone, sobre o início das aulas, que são ministradas na sede do Portal do Trabalhador.

Procura - Na manhã de sexta-feira, 11, cerca de 50 pessoas procuraram a sede do Portal, em São Brás, para se inscrever aos cursos.  

Das cerca de 400 vagas ofertadas, distribuídas entre operador de caixa (25 vagas), atendente de farmácia (28), marketing e relacionamento interpessoal (50), redação oficial (50), formulação de currículo (50) e operador de aplicativo (200), as mais procuradas são para os cursos de operador de caixa e atendente de farmácia.

A novidade desta primeira fase de cursos é a capacitação para motorista de aplicativo. “Esse curso é voltado para aqueles que procuram trabalhar e obter renda de forma autônoma”, aponta o coordenador do Portal do Trabalhador, Gilvan dos Anjos.

“Estamos aguardando uma procura grande para esses cursos, visto que as pessoas estão buscando se preparar melhor para o mercado de trabalho. Temos um número certo de vagas, mas se for extrapolado o excedente será incluso em uma espécie de cadastro de reserva para cursos futuros”, informa Elinora Correa, atendente do Portal do Trabalhador.

Saara Michele Franco, de 33 anos, trabalha há alguns anos de forma autônoma como cuidadora, mas está à procura de um emprego formal. “Acho importante ter uma ocupação formal no mercado de trabalho. Soube dos cursos num grupo de WhatsAppe vim logo para não perder a inscrição. Vou começar com o curso de operador de caixa, mas já estou interessada em outros”, revela Saara.     

Estatísticas -Em 2018, dos 35.640 atendimentos realizados no Portal do Trabalhador, houve cerca de 500 vagas captadas e 550 encaminhamentos para o mercado de trabalho.

Os números do Portal do Trabalhador estão de acordo com os do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que mostrou Belém como sendo a cidade que mais gerou oportunidades de empregos formais entre os 144 municípios paraense, em 2018. O ano passado apontou que o número de pessoas admitidas em Belém foi de 77.323 contra 75.932 desligamentos, gerando um saldo positivo de 1.391 postos de trabalhos formais.

Serviço:

Para se inscrever aos cursos do Portal do Trabalhador basta se dirigir à sede do órgão, que fica localizada na avenida Cipriano Santos, 40, bairro de São Brás, no horário das 8 às 13 horas. Inscrição e cursos são gratuitos.

Comentários