Máquinas da Prefeitura limpam e dragam canais, prevenindo alagamentos

Os canais da rua Antônio Baena, no bairro da Pedreira, da travessa Santa Cruz, na Terra Firme, e do Galo, no Barreiro, estão recebendo serviços de limpeza mecanizada e de dragagem para que seja facilitado o escoamento das águas das chuvas.

Desde a semana passada, equipes da Prefeitura de Belém já atuavam na limpeza manual do canal do Galo, onde as ações mecanizadas de dragagem tiveram início nesta quarta-feira, 23.

Esta semana, equipes de limpeza manual estão atuando nos canais Mário Cardoso, no Tapanã, Lago Verde, na Terra Firme, e Mata Fome, responsável pelo escoamento das águas dos bairros do Benguí, do Parque Verde, da Pratinha e do Tapanã e da rua São Clemente.

Para a dragagem dos canais, a Secretaria Municipal de Saneamento (Sesan) utiliza dois tipos de equipamentos: dragline e escadeira hidráulica. “São equipamentos de grande porte, que possibilitam a retirada dos sedimentos do fundo do canal, melhorando o escoamento da água e aumentando a capacidade de armazenamento destes canais”, explicou o secretário da Sesan, Claudio Mercês.

As ações da Prefeitura de Belém para combater alagamentos e reduzir os impactos causados pelas fortes chuvas e marés superiores a 3 metros incluem limpeza e manutenção de comportas. O objetivo é impedir que as águas da maré alta avancem pelos canais, alagando áreas baixas da cidade.

O titular da Sesan lembra que, entre as capitais brasileiras, Belém é a que possui o maior índice pluviométrico, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). “Além disso, temos aproximadamente 40% da superfície abaixo do nível do mar e mais de 150 quilômetros de canais que fazem a captação e o escoamento de todo esse volume de água”, detalha.

Como agravante, durante décadas parte da população passou a ocupar a faixa de domínio dos canais, construindo residências dentro dos cursos de água, que ficaram impossibilitados de receber limpeza e garantir o escoamento. “Atuamos, hoje, de forma programada na limpeza, dragagem e manutenção dos trechos onde é possível alcançar com homens e máquinas”, ressalta Mercês.

Para  o auxiliar de farmácia Dailson Souza, 34, a limpeza de canais e a retirada de entulho trazem benefícios para a população. “A limpeza reduz o número de animais que proliferam do lixo. É lamentável, pois ainda vemos muita gente sujando a cidade, jogando lixo e entulho nos canais. A população não pode somente cobrar, tem também que contribuir para manter a limpeza da cidade. Se a população não colaborar, o trabalho da prefeitura acaba não tendo o efeito que deveria ter”, argumenta.

Nos trechos de canais onde existe descarte criminoso de lixo e entulho, equipes da Sesan atuam com educação ambiental, limpeza e fiscalização. Desta forma é possível combater o descarte e evitar que o lixo deixado de forma desordenada alcance os canais e cause obstrução. Parceria da Sesan com moradores dessas áreas tem sido fundamental para reduzir os locais de descarte de lixo.

O morador do barreiro Andrey Ferreira, 34, espera que a limpeza do canal do Galo desperte maior consciência em quem reside no bairro. “Além de ajudar a evitar o alagamento, a limpeza do canal vai melhorar a paisagem dessa área, fazendo com que as pessoas se estimulem a não jogar lixo de forma errada nos canais”, acredita.  

*Colaborou: Jamylle Araújo - Comus.

Comentários