Atividades lúdicas e palestras atentam para importância do debate de redes de proteção a crianças e adolescentes