Relações institucionais

Príncipe da Noruega vem a Belém fortalecer cooperação com o Pará

O príncipe herdeiro da Noruega, Haakon, chega na próxima quarta-feira (18) a Belém para cumprir agenda de dois dias que inclui jantar com o governador Simão Jatene e visita a instituições científicas e de meio ambiente. Compromissos fortalecem parceria entre o Estado e o país europeu.

O príncipe herdeiro da Noruega, Haakon, e delegação visitam o Brasil na próxima semana. Ele chega na quarta-feira (18) a Belém, onde cumpre agenda de dois dias em missão diplomática para fortalecer a relação entre o país e o Pará. A programação se inicia com o Seminário Noruega-Brasil sobre biodiversidade e alterações climáticas, no Museu Emílio Goeldi, e com a assinatura de um memorando de entendimento sobre cooperação acadêmica. No fim do dia, o príncipe participa de um jantar com o governador Simão Jatene, no Palácio do Governo.

Durante a programação, a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet) e o Conselho de Pesquisa da Noruega (RCN) assinam protocolo de intenções com o objetivo de fortalecer o vínculo entre as instituições e abrir caminho para parcerias no âmbito da ciência, tecnologia e inovação entre o Pará e a Noruega. A assinatura do documento será na quarta-feira (18) e coincidirá com a visita a Belém do príncipe herdeiro.

O protocolo de intenções é o primeiro passo dado rumo ao estabelecimento de futuros acordos de cooperação com vistas a promover o desenvolvimento e o intercâmbio de competência científica, capacitação, acesso mútuo à infraestrutura de pesquisa, troca de experiências e mobilidade acadêmica de pesquisadores e estudantes no Pará e na Noruega. Entre outras coisas, a Sectet e o RCN identificaram algumas ações que serão priorizadas no estabelecimento da cooperação, tais como promoção de eventos e visitas acadêmicas para levantar interesses conjuntos; desburocratização e facilitação de atividades cooperativas de pesquisa; e identificação de fontes de financiamento para atividades específicas.

Em visita da embaixadora da Noruega, Aud Marit Wiig, à Sectet, em julho, ela destacou as áreas de interesse mútuo. “Em termos de cooperação técnico-cientifica temos interesse em desenvolver pesquisas bilaterais envolvendo áreas como biodiversidade, mineração, setor energético e outras áreas estratégicas do ponto de vista da biociência”, enfatizou.

“Esperamos que este protocolo inaugure uma série de ações conjuntas para que pesquisadores, gestores e empresários do Pará e da Noruega possam estabelecer conexões para obtenção de resultados no que tange ao uso sustentável dos recursos naturais e ao desenvolvimento socioeconômico de nossa região”, ressalta o titular da Sectet, Alex Fiúza de Mello.

Pesquisas – Na quinta-feira (19), o príncipe herdeiro da Noruega visita o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) para uma apresentação sobre os instrumentos antidesmatamento usados na vigilância da Amazônia. A Noruega é o país que mais contribuiu para o Fundo Amazônia, com a doação de US$ 1 bilhão, recurso destinado a projetos de desenvolvimento sustentável e à preservação da floresta.

Depois da visita ao Inpe, o príncipe Haakon embarca no último item de sua agenda no Brasil, uma viagem de 20 minutos por via fluvial até a Ilha do Combu, para se reunir com ribeirinhos que vivem de atividades de manejo florestal sustentável. A delegação norueguesa é composta pela ministra do Comércio e Indústria Monica Mæland e cinco vice-ministros: Morten Høglund, das Relações Exteriores; Amund Drønen Ringdal, da Pesca; Kjell Børge Freiberg, Petróleo e Energia; Lars Andreas Lunde, Clima e Meio Ambiente, e Bjørn Haugstad, Educação e Pesquisa. (Com informações da Ascom Sectet)

Tags

Política Relações Institucionais

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder