Assistência técnica

Emater capacita merendeiras de escolas públicas de Breves

Duzentas merendeiras de escolas públicas de Breves, no Marajó, estão sendo qualificadas, a partir desta quarta (18) até sexta-feira (20), por uma equipe multidisciplinar composta por profissionais da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) e da Secretaria Municipal de Educação (Semed/DAI) para melhorar a prática de manipulação de alimentos, a utilização de utensílios, as receitas e a vivência social.

A Oficina de Capacitação e Valorização dos Agentes da Merenda Escolar acontece na sede do Tagaste, no centro do município, de manhã e à tarde, com aulas teóricas e práticas, que versam sobre políticas públicas e receitas baseadas em aproveitamento de produtos da agricultura familiar local, entre outras temáticas.  

Um dos focos de conscientização é a lei federal 11.947, de 2009, que determina que pelo menos 30% da merenda escolar dos municípios sejam comprados de agricultores familiares.

“Algumas receitas da cartilha, como a torta de jambu e o suco de abóbora com maracujá, deram tão certo que estão sendo estudadas pela Prefeitura para serem incorporadas na merenda escolar”, diz o supervisor regional da Emater, o sociólogo Alcir Borges.

Ao longo dos três dias, as merendeiras serão incentivadas a propor receitas novas. As três composições mais criativas serão testadas e poderão compor cartilhas da Emater e o cardápio das escolas.

Tags

capacitação emater

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder