Defesa Civil

Governador acompanha atendimento às famílias afetadas pela chuva em Bragança

O governador Simão Jatene esteve na manhã deste sábado, 19, no município de Bragança, nordeste do Estado, para ver de perto a atuação dos órgãos de Governo junto à prefeitura local para minimizar os danos causados pelas cheias da última semana.

“Viemos aqui para uma avaliação do que vem sendo feito e ver de que forma poderemos ter novos avanços. Quero parabenizar a Defesa Civil, tanto do Estado quanto do município, que deu mais uma prova de seu profissionalismo e dedicação. O servidor público precisa ter compromisso e ser solidário e foi isso que eu vi aqui", disse o governador, que chegou a Bragança acompanhado do secretário de Segurança, Luiz Fernandes Rocha.

De segunda-feira, 14, até a quarta, 16, choveu mais de 180 milímetros no município, com o rio Cereja atingindo dois metros e meio acima do nível de alerta, o que provocou vários pontos de alagamento. A prefeitura declarou situação de emergência. Foi quando a coordenadoria municipal solicitou apoio da Defesa Estadual, que imediatamente enviou técnicos ao local e instalou uma sala de situação na sede da Prefeitura de Bragança.

A Defesa Civil Estadual está articulando as secretarias de Estado para atender as 670 famílias afetadas pelos alagamentos provocados pelas fortes chuvas no município. Até o momento são três famílias desabrigadas e mais de três mil pessoas afetadas, principalmente na comunidade Maranhãozinho. Diariamente é realizada uma reunião na sala de situação com todos os órgãos envolvidos para uma avaliação do que vem sendo feito e o planejamento de novas medidas.

Habitação

A Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) e a Companhia de Habitação do Pará (Cohab) estão fazendo o levantamento das famílias para conceder o auxílio-aluguel ou Cheque Moradia. Nesse trabalho também está incluída a Defesa Civil do Estado, que desde a quinta-feira está com seis técnicos no município.

"Estamos fazendo a avaliação das casas atingidas para ver se elas têm condições de habitação, assim como o mapeamento das áreas de risco. Até a próxima semana, já daremos uma definição para que os órgãos responsáveis possam entrar com os benefícios sociais necessários", disse o coronel Francisco Cantuária, coordenador adjunto da Defesa Civil.

Saúde

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) reforçou o atendimento médico nas unidades de saúde, com medicação, vacinação e coleta nos poços domésticos para verificar a potabilidade da água consumida pela população. Juntamente com a Prefeitura Municipal, também foi providenciada a distribuição de água mineral para as famílias afetadas.

Na quinta-feira chegaram as vacinas necessárias à proteção da população atingida pelas enchentes. Foram 3.500 doses de vacina contra hepatite, 1.800 contra gripe e 800 de prevenção ao tétano. A vacinação se estende até a próxima semana.

Maria do Amparo Silva, 63 anos, se vacinou contra a gripe e agora respira aliviada. “Perdi móveis da minha casa com a enchente, mas agora garanto a minha saúde e a dos meus netos e bisnetos. Só tenho a agradecer ao governador", disse a aposentada.

"Não teríamos como superar esse momento sem as parcerias. O Governo do Estado desde o início está tendo participação efetiva com a vinda da Defesa Civil e a integração das secretarias estaduais, especialmente a de saúde", afirmou o vice-prefeito e secretário municipal de Saúde, Mário Junior.

"É muito gratificante para Bragança receber o apoio do governo do Estado. Quero destacar o lado humano do governador Simão Jatene e de toda a equipe de governo. Eles não estão fazendo tudo isso pelo prefeito e sim por toda a população, atendida em suas necessidades mais urgentes", destacou o prefeito de Bragança, Raimundo Oliveira.

Assistência social

A Fundação Pro Paz, em conjunto com a Defesa Civil, vem atendendo aos desabrigados. As atividades estão concentradas no apoio às famílias que estão em situação de vulnerabilidade. O Pro Paz Integrado (PPI) - polo Bragança integra até a próxima sexta-feira, 25, a força-tarefa que está no município.

O PPI, junto com a Defesa Civil do município, Corpo de Bombeiros, entre outras entidades e secretarias envolvidas, atua em visitas domiciliares, realizando encaminhamento para as redes e para os pontos de apoio, onde ocorre o acolhimento e atendimento psicológico, entre outros.

Durante este sábado, um veículo do PPI esteve no bairro da Aldeia, um dos três mais afetados pelas cheias, prestando consulta médica às famílias. A quadra de esportes da escola de ensino fundamental e médio Maria José dos Santos Martins é a área de apoio aos desabrigados e também serve como um dos quatro postos de coleta de doações. O atendimento no local é feito 24 horas e o contato de emergência é (91) 98254-8672.

Tags

Bragança Defesa Civil Especial propaz SESPA

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder