Feira do Livro

'Aluno Repórter' alia comunicação e educação no combate à evasão escolar

Uma ferramenta de comunicação utilizada como recurso pedagógico. Há 10 anos, o Projeto Aluno Repórter – A Imprensa na Escola Rádio e TV se consolidou como referência no processo educacional de Bragança e outros municípios do nordeste paraense, mobilizando 800 estudantes em suas atividades. A iniciativa dos professores e radialistas Beto Amorim e Aylton Rocha é uma das atrações do estande da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) na XXII Feira Pan-Amazônica do Livro, no Hangar. Desde sua criação, em 2008, o projeto integra a programação da festa literária realizada na capital paraense.

Nesta edição da Feira, alunos e professores envolvidos no projeto transmitem, até esta segunda-feira (4), flashes ao vivo para emissoras de rádio de Bragança e fazem a cobertura televisiva do evento, com imagens e informes nas redes sociais.

No último dia 18 de maio, no auditório da Fundação Educadora, em Bragança, entidade parceira do projeto, houve a aula inaugural do “Aluno Repórter” 2018. Foram homenageados os principais parceiros, entre os quais a Seduc, entregues certificados aos 150 alunos que participaram das ações em 2017 e apresentada a turma de alunos repórteres de 2018. Este ano, o projeto acolhe 115 alunos do ensino regular e mais 80 estudantes do Projeto Mundiar.

Neste ano, serão reformulados os laboratórios de rádio e TV, e a sala da coordenação do projeto, e iniciado o acesso à plataforma Google For Education, por meio do Programa Sedutec. Com o uso da plataforma, o projeto passará a utilizar ferramentas tecnológicas em nuvem para potencializar seus objetivos.

Aprendizagem – O objetivo do “Aluno Repórter” é desenvolver uma metodologia que utilizasse o rádio e a televisão em de atividades que promovam o desenvolvimento integral do aluno.

“Essa ação foi baseada na prática filosófica do saudoso dom Eliseu Maria Corolli, fundador da Rádio Educadora de Bragança, que ensinava que ‘educar não é somente instruir, mas preparar para a vida”, ressalta o professor Beto Amorim.

A parceria entre o Núcleo Tecnológico Educacional (NTE/Seduc) de Bragança e a Fundação Educadora de Comunicação viabiliza palestras e oficinas audiovisuais, ministradas voluntariamente por profissionais do rádio e da TV a alunos das escolas estaduais da 1ª Unidade Regional de Educação, beneficiando estudantes de escolas estaduais nos municípios de Bragança, Tracuateua, Augusto Corrêa, Viseu e Cachoeira do Piriá.

Interação - Como resultado dessas ações, os estudantes desenvolvem atividades nos laboratórios de rádio e TV do projeto, na Fundação Educadora de Comunicação, produzindo e apresentando conteúdos audiovisuais, programas na rádio web do projeto e na TV Educadora - Canal 30.

“Com essa interação escola x comunidade, o ‘Aluno Repórter’ incentiva a permanência dos estudantes no ambiente escolar, ou seja, combate a evasão. Eles trabalham a leitura e produção textual, pesquisa e capacitação digital”, destaca o professor Beto Amorim. O projeto também dá apoio ao Pro Paz Enem em Bragança.

O Projeto Aluno Repórter já conquistou prêmios, como o Edital 02/2008 - Seduc-PA - Projeto Aluno Repórter – Rádio; Edital 022/2008 - Fapespa (Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas) - Projeto Aluno Repórter – Rádio; Edital 022/2008 - Fapespa - Projeto Aluno Repórter – TV; Prêmio Navegatube 2009 – 2º Lugar; Edital Ministério das Comunicações/UFPA, em 2012; 14º Prêmio Escola Voluntária - 2º Lugar e Professor Destaque; Prêmio Itaú-Unicef 2015 - Regional (Norte); Prêmio Itaú-Unicef 2017 - Regional (Norte), e Prêmio Itaú-Unicef 2017 - Premiado Nacional.

Tags

Bragança Comunicação Educação SEDUC

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder