Governança

Fórum Municipal de Socioeconomia define agenda de trabalho em Tucuruí

Com a finalização do termo de cooperação técnica firmado entre o governo do Estado e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) visando à implantação da política de Governança Pública Compartilhada e dos Fóruns Municipais de Socioeconomia, representantes da população de Tucuruí, um dos quatros municípios-pilotos na região, se reuniram nesta terça-feira (06) com as equipes do Pnud e do Centro Regional de Governo do Sudeste do Pará (CRGSP), no Centro de Esportes Unificados, no Bairro Santa Mônica.

O consultor Oscar Marmolejo, da Organização das Nações Unidas (ONU), informou que o encontro ocorreu após seis meses de diálogo com representantes da sociedade nas cidades selecionadas para debater o tema. “Nesses seis meses chegamos a uma pactuação para constituir os Fóruns Municipais de Socioeconomia, implantados em setembro. Agora, o diálogo vai ser fortalecido entre o Centro Regional de Governo e o Fórum de Socioeconomia”, acrescentou.

Além de institucionalizar o papel do CRGSP e do Fórum no sentido de avançar na consolidação da Lei Estadual de Socioeconomia - que prevê estratégias para o desenvolvimento econômico regional -, o encontro serviu para definir as 12 câmaras temáticas previstas na legislação. Um trabalho que faz parte de uma política de Estado, segundo o coordenador de Educação do Centro Regional de Governo, Márcio Holanda. “Como existe um marco legal, uma legislação, é natural que os próximos governos dêem continuidade. A sociedade civil está de parabéns com a criação das câmaras temáticas, espaço de discussão em que as pessoas vão se reunir para dizer para o Estado quais são as prioridades de Tucuruí”, informou.

Prioridades - Como na terceira semana deste mês os integrantes das câmaras temáticas já vão se reunir, um novo encontro para debater as políticas públicas prioritárias foi marcado para 30 de novembro. Reginaldo Oliveira, do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública de Tucuruí, foi escolhido secretário executivo do Fórum Municipal de Socioeconomia. Segundo ele, a sociedade local vai tentar com a nova gestão estadual a continuidade do Pnud nesse processo.

“Temos um sentimento de expectativa muito grande, e também um pouco de preocupação por conta da transição do governo e do encerramento do convênio de cooperação técnica com a ONU. O nosso primeiro desafio, agora, além dessas reuniões das câmaras e do Fórum no dia 30, é garantir junto ao governo do Estado que esse convênio seja novamente assinado, porque sem isso o trabalho pode ser em vão”, destacou o sindicalista.

Eliz Rosana, da ONG Boi Bumbá, que vem participando das reuniões, disse que “a constituição do Fórum Municipal de Socioeconomia é uma oportunidade de se trabalhar a igualdade, de se minimizar o impacto que a gente vem sofrendo por conta de diversas ações de instituições de grande porte, que poderiam contribuir um pouco mais”.

As próximas reuniões serão realizadas nos municípios de Rondon do Pará e Xinguara, na quarta (7) e quinta-feira (8), a partir das 09 h, respectivamente no auditório do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e na Secretaria de Economia Urbana e Rural de Xinguara.

Tags

Centro Regional de Governo gestão pública Tucuruí

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder