Qualidade de vida

Obras no Canal do Tucunduba trazem melhorias para população

Mesmo com as obras em andamento, a população que vive às margens ou próximo ao Canal do Tucunduba já consegue perceber a melhoria na qualidade de vida. O projeto, que prevê a dragagem e revestimento total do canal, vai beneficiar milhares de moradores dos bairros do Guamá, Terra Firme, Canudos e Marco, em Belém.

“Moro aqui na passagem Bom Jesus, na Terra firme. Nós já percebemos muitas coisas boas com essas obras. Aqui era horrível, muita casa no canal, muita bagunça e a gente vivia pisando na lama. Ficava muito ruim sair para trabalhar, principalmente quando chovia. Com a limpeza do canal e o asfaltamento aqui da rua, nossa vida está melhor”, afirmou a doméstica Regina dos Santos.

O trabalho será realizado em três etapas: as duas primeiras já estão em fase de execução e vão da rua São Domingos até a Mundurucus, e da Mundurucus até a passagem 2 de Junho. Quanto à terceira fase, que compreende o trecho do canal que vai da passagem 2 de Junho até a travessa Vileta, está sendo feito o cadastramento dos imóveis na área de interseção para, posteriormente, iniciar o processo licitatório.

As obras também incluem a urbanização das duas vias no entorno, com asfaltamento, construção de meio-fio, calçadas, ciclo faixas, três pontes de concreto e a passarela metálica, já instalada.

O casal José Maria Santos e Josilene Leôncio mora em frente ao canal e diz que existe uma boa diferença entre o cenário atual e o antigo. “Aqui era tudo cheio de lama, péssimo para andar. Com o asfaltamento, nós percebemos que melhorou inclusive a segurança no local. Agora a viatura da polícia passa toda hora, estamos nos sentindo bem mais seguros”, disse José.

O secretário adjunto da Secretarias de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), Arnaldo Dopazo, explica como está o andamento na macrodrenagem do Canal do Tucunduba.

“Estamos avançando nas duas primeiras etapas do trabalho. Na primeira, que conta com um investimento superior a R$ 34 milhões, já temos 41% das obras concluídas. Na segunda estamos com 29% finalizado, com um investimento acima de R$ 33 milhões. A nossa expectativa é entregar as duas fases totalmente concluídas até o final de 2019”, concluiu Dopazo.

Tags

SEDOP

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder