Educação

Uepa abre inscrições para mestrado em Geografia

Estão abertas as inscrições para o primeiro Processo Seletivo para o Mestrado Acadêmico em Geografia através do edital nº016/2019. As inscrições vão até o dia 17 de abril e custam R$ 100. No total, a Universidade do Estado do Pará ofertará 10 vagas para ingresso ao Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGG) do Centro de Ciências Sociais e Educação. O objetivo institucional é capacitar os profissionais da área e atender a demanda de pesquisa no Pará.

O mestrado em Geografia terá duas linhas de pesquisa: análises socioespaciais e territoriais das cidades na Amazônia e análises socioespaciais e territoriais do campo na Amazônia. O corpo docente é formado apenas por geógrafos, sendo oito doutores da Uepa e dois da Ufpa. O professor Willame Ribeiro é o responsável pela elaboração do Aplicativo de Proposta de Cursos Novos (APCN), – nomenclatura dada pela Capes para os projetos -, e reconhece o impacto que a pós-graduação terá no Pará.

“Significa muito não apenas para a Geografia da Uepa, mas também para a Geografia no Pará e adjacências. Até então existia apenas um curso de pós-graduação no Estado, que era o da UFPA. As linhas de pesquisa destes professores também são diferentes das nossas. Com isso, vamos atender uma demanda reprimida de educação continuada para os nossos alunos. Mas, principalmente, o que é transversal ao atendimento que estamos propondo, que é o ensino da Geografia”, comentou o professor, que deve assumir a coordenação do programa.

Para inscrição é necessário apresentar, em arquivo PDF, os seguintes documentos: diploma de curso superior de graduação em geografia ou em áreas afins ou declaração de que está cursando o último semestre de algum deles com a indicação da provável data de conclusão; carteira de identidade e CPF (frente e verso), projeto de pesquisa e currículo Lattes atualizado com comprovação conforme anexo III do edital.

O Processo Seletivo terá cinco etapas: análise do pré-projeto de pesquisa, prova escrita, entrevista, prova de proficiência em língua estrangeira (inglês ou espanhol) e análise do Curriculum Lattes. As quatro fases inicias são eliminatórias e possuem pesos específico, sendo a última fase classificatória.

O Mestrado

O anúncio da aprovação pela Capes foi muito comemorado por todos os envolvidos, em especial para quem é da área. “Foi uma vitória muito grande. Aprovamos um mestrado acadêmico específico da Geografia, que é algo muito complexo. Nossos professores doutores são bastante jovens e nosso curso de graduação é relativamente novo. Por isso, considero essa uma vitória muito expressiva”, celebrou o professor Ribeiro.

Para o vice-reitor, Clay Chagas, que é doutor em Geografia e participou da gênese do projeto quando ainda nem compunha a gestão superior, o ritmo de expansão da pós-graduação na Uepa precisa crescer com responsabilidade. “A Universidade é muito nova. Em 2018 aprovamos dois doutorados e três mestrados, isso é muito significativo. Estamos buscando um crescimento sólido, que possa ser sustentado a longo prazo. E o mérito não apenas dos professores, que têm se dedicado em construir boas propostas, mas da Propesp (Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação ) e das gestões. Toda essa mobilização gera maturidade, tanto para a Instituição quanto para os pesquisadores”, ponderou Chagas.

Nesse caso, a proposta levou quase um ano para se concretizar e foi aprovada na primeira tentativa. O quadro de doutores da Uepa possui hoje quase 500 professores, o que vem ajudando a dar solidez para o Stricto Sensu, mas não é o único aspecto. “A pós-graduação é outro sistema de ensino, com um nível maior de complexidade, diferente de uma graduação. Por isso é preciso criar uma espécie de 'cultura' para a pós-graduação”, acrescentou o vice-reitor.

Acesse o edital nº16/2019 

Tags

uepa

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder