Oncologia

Uepa e HRBA lançam edital para Residência Multiprofissional

A Universidade do Estado do Pará (Uepa) e o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) lançaram, nesta quinta-feira (14), o edital do Processo Seletivo Simplificado para o preenchimento imediato de vagas no Programa de Residência Multiprofissional em Oncologia do Baixo Amazonas. Profissionais das áreas de Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia e Terapia Ocupacional podem participar

A Universidade do Estado do Pará (Uepa) e o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) lançaram, nesta quinta-feira (14), o edital do Processo Seletivo Simplificado para o preenchimento imediato de vagas no Programa de Residência Multiprofissional em Oncologia do Baixo Amazonas. Profissionais das áreas de Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia e Terapia Ocupacional podem participar.

As inscrições devem ser realizadas exclusivamente via internet (no endereço eletrônico www2.uepa.br/psremus2019-2), de 15 a 18 deste mês de março. “A população do Oeste do Pará será a maior beneficiada, pois esse programa vai ser importante para a formação de profissionais qualificados na área de atenção ao câncer”, afirma a coordenadora do programa de residência da Uepa, Nicole Pontes.

Os candidatos devem ter curso de graduação em Instituições de Ensino Superior reconhecidos pelo Ministério da Educação, ou diploma revalidado por Universidade Pública e brasileira de acordo com legislação vigente e demais normas estabelecidas pela Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde (CNRMS) e Comissão de Residência Multiprofissional em Saúde (Coremu).

Para o diretor técnico do HRBA, Epifanio Pereira, a residência significa um grande avanço na abordagem ao paciente oncológico. “O resultado do tratamento é uma visão múltipla de vários profissionais, não somente da parte médica, mas de todos que têm participação na recuperação do paciente. Essa residência vem somar às atividades que já exercemos aqui no HRBA”, explica.

Atualmente, o Hospital conta com 12 programas de residências médicas e multiprofissionais. Ao todo, 59 residentes aprimoram seus conhecimentos na Unidade. “A residência multiprofissional em Oncologia terá um impacto diretamente no diagnóstico precoce dos cânceres de mama e de colo de útero, porque teremos mais pessoas capacitadas na comunidade. Hoje, infelizmente, não temos pessoas no Brasil com formação para atuar de forma preventiva”, destaca a diretora assistencial do Hospital, Francilene Caldeira.

Mais de 30% dos casos atendidos no Hospital Regional do Baixo Amazonas são de câncer. Em 2018, a Unidade realizou 21.335 consultas oncológicas (quimioterapia e radioterapia), 12.183 sessões de quimioterapia e 28.414 sessões de radioterapia.

“A residência multiprofissional é uma oportunidade única de se ter uma visão holística do paciente, em que ele pode ser visto não só da parte da doença, mas também da parte psicológica, fisioterápica, nutricional, espiritual, ou seja, em todos os sentidos. Essa visão faz com que o paciente tenha maior possibilidade de cura e, quando não for possível, terá pelo menos uma aceitação adequada da doença”, explica o coordenador médico de Ensino e Pesquisa do HRBA, cirurgião Marcos Fortes.

O Hospital Regional do Baixo Amazonas atende casos de média e alta complexidades e presta serviço 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Público e gratuito, pertence ao Governo do Pará e é gerenciado, desde 2008, pela entidade beneficente Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Tags

Hospital Regional do Baixo Amazonas

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.