Sessão Especial

Sessão em homenagem ao Crea destaca necessidade de uma legislação para segurança predial

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Pará (Crea-PA) completa 85 anos de fundação nesta terça-feira (23.04), e recebeu nesta segunda-feira (22) uma homenagem na Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa). Uma Sessão Especial Comemorativa foi realizada no auditório João Batista, atendendo ao requerimento do  deputado Dirceu Ten Caten.  

O Crea-PA é uma autarquia federal, criada no dia 23 de abril de 1934 e conta atualmente com  21 inspetorias em várias regiões do Pará. As suas principais funções são orientar e fiscalizar a atuação dos profissionais, com o objetivo de defender a sociedade das práticas ilegais. Além de promover a valorização profissional e garantir a ética no exercícios das atividades profissionais.

O autor da proposição presidiu a Sessão e lembrou que o requerimento apresentado foi aprovado por unanimidade. O parlamentar parabenizou o Conselho por sua história e atuação importante na construção do desenvolvimento do Pará. Na ocasião, o deputado também propôs ser um interlocutor da categoria para promover debates de interesse dos profissionais de engenharia.        

“ Para nós, que representamos o Parlamento do Pará, é uma honra viver esse momento e prestar  essa homenagem ao Crea. Sabemos a importância que as engenharias têm para a sociedade e aqui estamos fazendo esse resgate da história do Conselho. A intenção é que a gente possa ser um interlocutor por meio do nosso mandato de uma pauta política que venha atender às demandas da classe tanto com o Parlamento Estadual, Poder Executivo e Congresso Federal. Nós nos colocamos à disposição para ser esse elo e fazer essa intermediação para juntos construirmos uma política propositiva para a categoria”, destacou.

A Sessão contou com a presença do presidente do Conselho Regional, engenheiro Renato Milhomem, que na oportunidade agradeceu à homenagem e destacou o momento como uma aproximação da categoria com o Poder Legislativo.    

“Agradeço em nome do Crea o reconhecimento do deputado Dirceu e ao Parlamento Estadual, por abrirem as portas da Casa de Leis para prestar essa homenagem. Aproveito para estreitar a relação com o Poder Legislativo e discutir pautas que interessam à categoria, e dessa forma podemos ter mais avanços”, destacou.

A Sessão Especial foi um espaço para recordar as lembranças e histórias que marcaram a trajetória do Crea no desenvolvimento e na construção do Pará. No entanto, assuntos como legislação também foram abordados, como forma de reivindicar políticas que venham garantir maior segurança na manutenção estrutural predial, e evitar o que ocorreu na ponte do Rio Moju, que desabou no último dia 06 de abril, após a colisão de uma balsa em um dos pilares na sua estrutura.

Para o presidente do Conselho Regional de Engenharia, uma das fragilidades do seguimento de engenharia civil é a ausência de uma legislação clara que trate sobre vistoria e manutenção de edificações.    

“Primeiramente isso reflete a falta de uma política pública, principalmente em relação à manutenção predial, e nós não temos isso bem claro em legislação. Hoje, a ausência de manutenção predial tem trazido transtornos à sociedade, porque a gente vê que hoje um prédio cai, amanhã, outro cai novamente, uma ponte cai, uma edificação pega fogo e isso reflete ausência de engenharia. O Crea tem como grande missão ser guardião da sociedade e essa aproximação com os deputados pode nos ajudar nessas questões”, reiterou.

A representante da Caixa de Assistência do Crea, Ana Maria Farias, cobrou uma representatividade de engenheiros paraenses no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea).

“ O Pará não tem representante no Conselho Federal e é muito importante ter essa representatividade, para que amplie a nossa participação nas discussões federais sobre temas de nosso interesse”, defendeu.       

Engenheiros civis, agrônomos e funcionários do Crea estiveram presentes à programação comemorativa. Entre eles, o advogado Franklin Rabêlo da Silva, funcionário da entidade de classe há mais de 40 anos, sendo o mais antigo da instituição. Ele relatou as conquistas do Conselho e manifestou o seu desejo para os próximos anos da entidade.    

“ Com o trabalho de todos que passaram pelo Crea, o Conselho é, atualmente, um dos mais importantes do Brasil, ocupando a 10º posição. Desejo ver o Crea avançando, se tornando vanguarda na tecnologia e na construção do Pará e da Amazônia, porque o Crea reflete toda Amazônia”, disse.    

                   

Tags

homenagem sessaoespecial

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.