Em Marabá

Hospital Regional estimula diálogo para ampliar segurança dos pacientes

A partir desta semana, uma vez por mês os diretores do Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), localizado na sede municipal de Marabá, se reunirão com os profissionais da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto para discutir práticas que possam ampliar a segurança do paciente e a qualidade do atendimento. Denominada "Ronda de Alta Gestão", a iniciativa foi criada pelo Institute for Healthcare Improvement, organização norte-americana de qualidade da assistência, e faz parte das ações implantadas no Hospital a partir do Projeto Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil, promovido pelo Ministério da Saúde. No Pará, somente dois hospitais públicos participam do projeto: o Hospital Regional do Sudeste e o Hospital Regional do Baixo Amazonas, em Santarém, ambos gerenciados pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar. 

De acordo com a diretora Assistencial do HRSP, Maria do Carmo da Silva Freitas, a participação dos diretores na identificação de entraves na assistência ao paciente impactará positivamente nos resultados do projeto. "Hoje reunimos com os colaboradores da ponta, que são os técnicos de enfermagem, enfermeiros e médicos responsáveis pelo atendimento na Unidade. Quando eles percebem o envolvimento da alta gestão no projeto, a equipe se torna mais participativa, uma vez que todos passam a ter a mesma linguagem e o mesmo objetivo", ressaltou a enfermeira.

Segundo a técnica de enfermagem da UTI Adulto, Deborah de Souza Silva, que participou da primeira ronda, realizada nesta terça-feira (23), "o bate-papo foi muito transparente. Conversamos sobre as dificuldades vivenciadas pela equipe e como podemos solucioná-las. Essa escuta também valoriza a opinião da equipe. Nos sentimos úteis, mostrando que não estamos aqui apenas para executar o cuidado, mas para pensar junto a melhor forma de fazê-lo", afirmou Deborah Silva, que há oito anos atua no Hospital Regional em Marabá.

Projeto colaborativo - Realizado com o apoio do Institute for Healthcare Improvement, o Projeto Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil tem o objetivo de, até 2020, reduzir em 50% os casos de Infecções Relacionadas à Assistência em Saúde (IRAS) nas unidades de terapia intensiva dos hospitais participantes, utilizando as medidas já adotadas por hospitais de excelência no Brasil: Hospital Alemão Osvaldo Cruz (SP); Hospital Beneficência Portuguesa (SP); Hospital do Coração (SP); Hospital Israelita Albert Einstein (SP); Hospital Sírio Libanês (SP) e o Hospital Moinhos de Vento (RS).

Êxito - Ao longo do projeto, que tem duração de três anos, o Hospital Regional do Sudeste é acompanhado pelo Hospital Moinhos de Vento. Desde então, várias práticas têm sido implantadas pela equipe para melhorar a qualidade da assistência prestada aos pacientes da UTI e, consequentemente, reduzir os custos da internação. 

Duas delas ajudaram a zerar a incidência de Infecção Primária de Corrente Sanguínea associada ao uso de cateter venoso central em pacientes da UTI, no primeiro trimestre de 2019. A primeira delas foi o reforço à importância da higienização das mãos e da desinfecção dos conectores do cateter. A segunda prática adotada foi o uso de uma cobertura plástica sobre o cateter no momento do banho do paciente, evitando que entre sujeira no dispositivo ou que seja molhado durante a higiene. 

A experiência é um das práticas que concorrem ao concurso #euprevinoinfecção, organizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para escolher uma instituição que participará gratuitamente do evento em comemoração aos 20 anos de controle de infecções na Agência.

O HRSP tem 115 leitos, sendo 77 de unidades de internação e 38 de Unidades de Terapia Intensiva. Possui perfil cirúrgico e habilitação em traumato-ortopedia pelo Ministério da Saúde, oferecendo atendimento gratuito nas especialidades de Cardiologia, Cirurgia Buco-maxilo-facial, Cirurgia Plástica Reparadora, Cirurgia Pediátrica, Cirurgia Geral, Cirurgia Vascular, Clínica Médica, Fisioterapia, Infectologia, Medicina Intensiva adulto, pediátrica e neonatal, Nutrição, Obstetrícia de Alto Risco, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Urologia, Neurocirurgia, Terapia Ocupacional, Nefrologia e Anestesiologia.

Tags

HOSPITAL MARABÁ Hospital Regional do Sudeste Marabá Saúde

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.