PREVENÇÃO

Prefeitura de Belém leva castração e vacinação a cães e gatos em Outeiro

Josias Pinheiro, responsável pelo Castramóvel, apontou que o CCZ sempre busca realizar ações de bem-estar e dar melhores condições de vida aos animais

Com o intuito de garantir o bem-estar de animais, agindo no controle das zoonoses, doenças que podem ser transmitidas de animais para seres humanos, a Prefeitura de Belém, por meio da Administração Regional do Outeiro (Arout) e Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), iniciou na manhã desta quarta-feira, 24, mais uma ação de vacinação e castração de cães e gatos, na ilha de Caratateua.

Utilizando o veículo do Castramóvel, os veterinários do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) pretendem atender a 50 animais com procedimentos cirúrgicos e aplicação de 200 vacinas. A equipe permanece até a próxima terça, 30, em Outeiro, distrito de Belém. Cerca de 20 animais, entre cães e gatos foram castrados, e 40 vacinados, nesta quarta-feira.

“Mais uma vez a Prefeitura de Belém atendeu a um anseio da população da ilha de Caratateua. Esta ação quer atender muitos moradores e seus animais com a castração e vacinação contra as zoonoses”, disse Yan Miranda, titular da Arout.

Nildo Penha, 34 anos, é o dono de “Rabito”, cachorro de 4 anos, que foi resgatado da rua, bem pequeno. “Aqui em Outeiro é comum encontrarmos cães abandonados e o “Rabito” foi um deles. Ele já está conosco há muito tempo, é calmo e companheiro. Aproveitamos para castrá-lo, pois precisamos ajudar no controle dessas reproduções de cães e gatos na ilha”, reconheceu Nildo.

Ações - Kátia Nascimento, de 30 anos, aproveitou a oportunidade para vacinar o cão “Timinino”, de 8 anos. “Ele é adulto, sapeca e gosta de ficar na rua. Essa ação é muito importante para manter os animais protegidos contra as doenças transmissíveis por animais a outros e a humanos”, destacou.

“Nós do Centro de Zoonoses estamos sempre realizando essas ações para ofertar condições de bem-estar a esses animais. Estamos estimulando a vacinação e castração, e fazendo um trabalho educativo, junto aos nossos parceiros, sobre a importância do controle de zoonoses e dos cuidados com os animais”, explica Josias Pinheiro, do CCZ.

Maria Iolanda, de 59 anos, por muitos anos, atuou trabalhou como enfermeira de clínicas e hospitais, e atualmente dedica seus conhecimentos e cuidados à causa animal. A moradora abriga em sua casa 22 animais, entre cães e gatos. “Eu amo os animais, eles precisam de mais carinho e atenção. Sou dona de casa e uso meus conhecimentos para causa animal. Vim em busca de vacinas, tenho muitos animais em casa e não consigo trazer todos, porque são muitos”, contou.

CCZ - O Centro de Controle de Zoonoses tem por objetivo o controle de zoonoses, que são doenças transmissíveis entre os animais e o homem. O CCZ é uma Unidade de Vigilância à Saúde Humana e não uma Unidade de Saúde Animal. Não é uma área de bem estar animal, não possui hospital, não é clínica veterinária e nem canil/gatil público. O CCZ não resgata animais domiciliados.

Para controlar a principal doença transmitida pelos cães e gatos, a raiva animal, o CCZ atua gratuitamente na vacinação antirrábica e cirurgia de castração dos animais.

O CCZ funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e agora, aos sábados de 10h às 15h para adoção, e das 10h às 19h para os demais serviços. Fica localizado na Avenida Augusto Montenegro, km 11, ao lado da UPA de Icoaraci. Para mais informações: 3344-2350 ou 3344-2357.

Agência Belém - Você ficou com alguma dúvida ou tem sugestões para enviar à Agência Belém? Entre em contato conosco pelo nosso canal de divulgação das principais ações do município pelo número (91) 98027-0629. Aguardamos sua mensagem.

Tags

arout sesma

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.