Palácio do Governo

Órgãos se reúnem para traçar estratégias de segurança pública

O objetivo do encontro no Palácio do Governo, em Belém, foi dar as boas-vindas àqueles que alcançaram o último patamar na carreira militar e, ao mesmo tempo, definir estratégias para o enfrentamento à violência no Estado.

O governador do Estado, Helder Barbalho, reuniu-se, no final da manhã desta terça-feira (14), com mais de 20 oficiais recém-promovidos ao posto de coronel da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Pará. O objetivo do encontro no Palácio do Governo, em Belém, foi dar as boas-vindas àqueles que alcançaram o último patamar na carreira militar e, ao mesmo tempo, definir estratégias para o enfrentamento à violência no Estado, já que os novos coronéis são os responsáveis pelos subcomandos e regionais das duas instituições.

Acompanhado pelo secretário de Estado de Segurança Pública, Uálame Machado; pelo secretário de Estado de Cidadania, Ricardo Balestreri; pela secretária adjunta de Comunicação, Vera Oliveira; e pelos comandantes-gerais da Polícia Militar, coronel PM Dilson Júnior, e do Corpo de Bombeiros, coronel BM Haymann Souza, o chefe do Executivo estadual ressaltou a significativa redução nos índices de violência do Estado, observada nos primeiros meses de governo, e a necessidade de seguir nesse caminho, para que a população possa viver com mais tranquilidade, sobretudo no interior do Estado.

“Em comparação com o mesmo período do ano passado, no acumulado do ano, conseguimos reduzir em 27% os números de homicídios em Belém e em 50% na Região Metropolitana, o que é significativo, mas ainda está longe daquilo que projetamos para o Estado. Enquanto uma única vida estiver sendo perdida, precisamos trabalhar para combater”, disse o governador.

 O comandante-geral da PM do Pará, coronel Dílson Júnior, explicou que os novos coronéis foram promovidos no último dia 21 de abril, quando se comemora o Dia da Polícia Militar. Segundo ele, é fundamental, para esses militares, ouvir diretamente do governador sobre as metas de trabalho na área da segurança pública. “É importante, porque assim eles podem retornar para as suas regionais e replicar para a tropa aquilo que o governo do Estado quer empreender na área da segurança pública”, resumiu.

Já o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel BM Haymann Souza, pontuou a importância da união entre as diferentes corporações no combate à criminalidade e na garantia de direitos aos cidadãos paraenses.

Tags

bombeiros polícia militar Segurança Pública

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.