BELÉM PELA VIDA

Lei que previne evasão escolar é debatida em seminário realizado pela Prefeitura de Belém

O seminário contou com a participação do idealizador do Proceve, o procurador de justiça, Sérgio Fernando Harfouche, que fez a apresentação dos detalhes e os objetivos do projeto

A Prefeitura de Belém, por meio da coordenadoria do Pacto Belém pela Vida, se reuniu na manhã desta sexta-feira, 17, com representantes da educação e da saúde do município para discutir as diretrizes do Programa de Conciliação para Prevenir a Evasão e a Violência Escolar (Proceve), na sede do Sindicato do Comércio Varejista e dos Lojistas de Belém (Sindilojas).

O seminário contou com a participação do idealizador do Proceve, o procurador de justiça, Sérgio Fernando Harfouche, que fez a apresentação dos detalhes e os objetivos do projeto. “O programa visa despertar o senso de responsabilidade nos alunos com problemas disciplinares, com a efetiva participação dos pais, por meio de práticas educacionais restaurativas no próprio ambiente escolar, com o envolvimento de diretores e professores”, explicou Sérgio.

De acordo com Sérgio Harfouche, nos últimos 25, os índices de abusos e violências cresceram nas escolas, além do uso e tráfico de drogas, o que indiretamente contribui para o aumento dos números de infrações e mortes de adolescentes.

Proceve – O programa busca a articulação com diretores, pais e professores de alunos em situação de risco, seja droga ou violência, trabalhando no resgate por meio de atividades de fins educativos e disciplinares.

As escolas parceiras do Proceve desenvolvem atividades para fortalecer o ambiente escolar, com medidas que melhorem a relação entre alunos e escola, auxiliando na mudança de comportamento do aluno, com advertências verbais e escritas, quando ocorrem atitudes indisciplinares.   

Para o professor Rosivaldo Rodrigues, da escola Olga Benário, localizada no bairro de Águas Lindas, o projeto é direcionado para pautas importantes que podem melhorar o ambiente das escolas do município. “Tratar de assuntos relacionados ao comportamento humano não é fácil, e dentro das escolas se torna um trabalho mais árduo ainda. É necessário atentar à qualidade de vida desses alunos que se encontram em situação de risco”, comentou o professor.

Combate às drogas - Walmir Gomes, presidente da Frente Pará Contra as Drogas, pontuou que os dados de evasão escolar apresentam uma grande parcela relacionada às drogas, seja no consumo ou no tráfico. “Os estudantes passam a ter contato com as drogas lícitas de forma precoce, o que os levam, na grande maioria, a experimentar as drogas ilícitas. Dessa forma, o distanciamento das salas de aula se torna uma realidade mais comum entre os usuários”, pontuou Walmir.

O coordenador do programa Pacto Belém pela Vida, Nelcy Colares, explicou que a ideia do seminário foi ter maior conhecimento do projeto, visando à implantação dele nas escolas do município. “O Proceve é um projeto com grandes ações que já possuem resultados positivos em outras capitais. Iremos analisar a possibilidade, junto a equipe de educação, saúde, Promotoria de Justiça e Ministério Público, de o implementarmos nas escolas de Belém”, adiantou Nelcy.

Agência Belém - Você ficou com alguma dúvida ou tem sugestões para enviar à Agência Belém? Entre em contato conosco pelo nosso canal de divulgação das principais ações do município pelo número (91) 98027-0629. Aguardamos sua mensagem.

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.