Dia do fico

Armazém Paraíba se mantém no Pará com foco apenas no segmento de moda

Grupo deixa de vender produtos eletrônicos e eletrodomésticos, passa a dividir espaço com o Magazine Luíza em lojas remanescentes e vai abrir novos pontos em cidades do Pará

Desde o início do mês de maio, quando o Magazine Luíza adquiriu o direito de explorar 48 lojas do grupo Armazém Paraíba, no Pará e Maranhão, a empresa da família Claudino, com cerca de 350 pontos de venda no Brasil, vem trabalhando no reposicionamento da marca no mercado.

A negociação não retirou o Armazém Paraíba do varejo paraense. A empresa não dá detalhes sobre os novos parâmetros de sua operação no Pará, mas adianta que vai voltar-se completamente para o chamado ramo mole, que corresponde ao segmento da moda, incluindo a venda de calçados, tecidos, confecções e produtos de cama, mesa e banho.

Em algumas lojas negociadas com o Magazine Luíza, o espaço será reformado e dividido entre as duas marcas. Em outros pontos, permanecerá apenas o Magazine Luíza, mas o Armazém Paraíba deverá se transferir para novos endereços. A quantidade e o local das lojas remanescentes e das novas unidades do Grupo Claudino ainda não foram divulgados, o que deverá acontecer em breve, segundo a assessoria de comunicação da empresa.

O Magazine Luíza adquiriu o direito de explorar 48 pontos do Armazém Paraíba, sendo 39 no Pará e nove Maranhão, a partir da assinatura de um contrato de cessão no valor de R$ 44 milhões. A empresa não tinha chegado ao Pará, onde opera apenas com a plataforma de vendas on-line.

Com essa negociação, as lojas Armazém Paraíba, que tem sede em Teresina, mudam de ramo no Pará e parte do Maranhão, voltando-se apenas para a linha mole e deixando o negócio de eletroeletrônicos e eletrodomésticos.

 

Tags

Negócios

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder