ALUNOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

Prefeitura de Belém dá continuidade à XVI Semana do Meio Ambiente

No Bosque Rodrigues Alves, estudantes participaram do projeto “Engenharia: Cuidando da Natureza”, promovido pela Uepa

A programação da XVI Semana Municipal do Meio Ambiente, promovida pela Prefeitura de Belém, continuou nesta quinta-feira, 6, com atividades na praça Dom Alberto Ramos, no bairro da Marambaia; e no Bosque Rodrigues Alves e avenida Duque de Caxias, no bairro do Marco. As ações da Semana são coordenadas pela Secretaria de Meio Ambiente (Semma), em parceria com secretarias municipais. Entidades ligadas ao meio ambiente, que atuam Belém, também são colaboradores das ações desenvolvidas durante o evento.

Na praça Dom Alberto Ramos, as atividades foram de plantio de mudas e paisagismo, com a participação de alunos da rede municipal de ensino; no Bosque Rodrigues Alves, foram oferecidas oficinas de desenho e trilhas ecológicas; e na avenida Duque de Caxias, teve início a requalificação da arborização do canteiro central da avenida.

Ação na praça - O plantio de mudas e paisagismo na praça Dom Alberto Ramos teve a participação dos alunos das escolas Palmira Lins de Carvalho e República de Portugal. As atividades foram uma parceria das Secretarias de Meio Ambiente (Semma), de Educação (Semec), de Saneamento (Sesan) e de Saúde (Sesma).

Este ano, a Semana do Meio Ambiente tem o tema “Arborização: solução ambiental com gestão compartilhada”. Na programação na praça, Sesma e Vigilância Sanitária apresentaram um teatro de fantoches, mostrando os cuidados com o meio ambiente, que contribuem para a promoção da saúde da população.

A escola Palmira Lins de Carvalho levou cerca de 50 alunos, estudantes do Jardim II ao 5º ano. A diretora da escola, Carine Figueiredo, disse que chamou a comunidade escolar a participar do projeto Jardim Escolar. "São nossos pequenos alunos que regam o jardim da escola. Eles gostam muito, se identificam e querem ficar mais perto da praça e do jardim. E ainda passam essa alegria aos pais delas”, elogiou Carine.

Clara Giovana Neves Silva, de 10 anos, estudante do 4º ano da escola Palmira Lins de Carvalho, concorda que o jardim da escola é lindo. “Chamo atenção quando alguém fica pegando nas plantinhas e podem fazer mal. Sei que podemos plantar também na pracinha, perto da nossa casa, no nosso quintal”, comentou a menina.

Professores da escola República de Portugal levaram os alunos para uma conversa na área livre da escola. “As atividades feitas fora da escola são mais uma oportunidade de falarmos da importância de se preservar o meio ambiente”, disse a diretora da escola, Paula Monteiro.

Beatriz de Souza, de 12 anos, estudante do 5º ano, da escola República de Portugal, contou que a conversa foi sobre o descarte correto do lixo. “Aprendo muito com a professora. Eu moro aqui perto e podemos tirar um dia para ajudar a limpar a praça. Não vejo nenhum problema nisso”, comentou Beatriz.

Moradores do bairro da Marambaia, que moram às proximidades da praça Dom Alberto Ramos, gostaram de ver as ações no local. Um deles foi Manoel Fonseca, de 65 anos, que levou o neto, Isaque Noah, à programação. “Vi que teve teatro e muitas crianças, e isso é bom para o meio ambiente. Em casa, meu neto Noah me ajuda a cuidar das plantas e eu ensino também a não deixar o lixo espalhado”, relatou Manoel.

Projetos - Nas escolas da rede municipal de Belém existe o projeto Meu Pequeno Jardineiro, parceria da Semec e Semma, buscando que a conscientização pela preservação do meio ambiente comece cedo. "Os alunos das escolas municipais participam do projeto, tomam gosto e se sentem donos das plantinhas", destacou José Gadelha, diretor de Educação Ambiental e Desenvolvimento Comunitário da Semma.

José Gadelha disse também que a Semma, por meio da coordenação de Educação Ambiental, trabalha juntamente com a Semec, em ações voltadas para o meio ambiente, com foco nas crianças do ensino infantil e fundamental. “Na programação aqui na praça, as crianças fizeram o plantio de mudas e ajudaram no paisagismo. Elas observaram os técnicos fazendo o plantio de mudas de Ipê, Pau Preto e outras. A arborização é o foco da ação e ajuda a melhorar o clima da cidade”, detalhou Gadelha.

Além do projeto Meu Pequeno Jardineiro, a Semma ampliou as ações e criou o programa Minha Rua, Meu Jardim, que tem a parceria da Sesan. "Este ano, já atuamos em 182 pontos de Belém para conscientizar a população e minimizar o descarte irregular de lixo", informou José Gadelha.

Outras ações - A programação também foi desenvolvida no Bosque Rodrigues Alves e na avenida Duque de Caxias. No canteiro central da avenida Duque de Caxias, Semma e Sesan, em parceria, fizeram a requalificação da arborização, com limpeza, plantio de novas mudas, paisagismo e manutenção nas árvores existentes. Também houve limpeza, roçagem e pintura do canteiro central, que foram feitas por servidores da Sesan, ao longo da avenida.

Bosque - O Jardim Zoobotânico Bosque Rodrigues Alves recebeu os alunos de curso de Engenharia Ambiental da Universidade Estadual do Pará (Uepa), que mostraram o projeto “Engenharia: Cuidando da Natureza” para as crianças da Unidade Pedagógica Cristo Redentor.

As crianças participaram também de uma trilha ecológica no Bosque, passando por pontos do local, como o chalé de ferro, estátuas do Curupira e Mapinguari, a fonte encantada, as ruínas do castelo e Monumento dos Intendentes. A trilha terminou na brinquedoteca, onde os pequenos estudantes foram recebidos pelos alunos da Uepa, que promoveram uma peça de teatro e oficinas de reaproveitamento, destacando a conscientização ambiental.

A programação da XVI Semana Municipal do Meio Ambiente continua até domingo, dia 9, com encerramento no Bosque Rodrigues Alves. 

Agência Belém - Você ficou com alguma dúvida ou tem sugestões para enviar à Agência Belém? Entre em contato conosco pelo nosso canal de divulgação das principais ações do município pelo número (91) 98027-0629. Aguardamos sua mensagem.

 

Texto em colaboração com Hugo Tomkiwitz (Semma)

Tags

semec semma sesan sesma

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.