RECOMEÇO

Moradores em situação de rua participam de torneio esportivo no Altino Pimenta

Eles já perderam ‘partidas’ na vida e hoje, aprenderam com os próprios erros, e já comemoram vitórias sob o significado do recomeço. É com esse espírito e motivação que um grupo de moradores em situação de rua, atendido pela Prefeitura Municipal de Belém, por meio da Fundação Papa João XXIII, participa do 1° Torneio de Pessoas em Situação de Rua, aberto nesta terça-feira, 20, e que prossegue até o próximo dia 22, no ginásio Altino Pimenta. A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Sejel) também apoia o torneio.

Evento - De acordo com Funpapa, esta é a primeira edição do evento, que tem a intenção de oferecer uma atividade desportiva às pessoas atendidas pelos Centros Pop de Belém e de Icoaraci e, ao mesmo tempo, despertar aspectos fundamentais de convivência. “Queremos dar a oportunidade de eles (moradores) interagirem entre si, de desenvolverem princípios fundamentais da relação humana como respeito, solidariedade, amizade, tudo com um fundo pedagógico”, explica Adriana Azevedo, presidente da Funpapa.

“Esses momentos sempre exemplificam o ‘recomeço’ na vida deles, uma nova perspectiva de vida, seja nos estudos, no trabalho ou na reavaliação do problema das drogas. Mostramos que sem a força deles, nada faz sentido”, destacou ainda a titular a Funpapa.

Disputas - A programação esportiva contará com disputas de futsal, voleibol, além de basquete e dominó. Um grupo de 50 pessoas participa do torneio, que conta com o trabalho de educadores sociais, psicólogos e técnicos em desporto. A manhã desta terça-feira foi dedicada às partidas de futsal, das quais 25 moradores em situação de rua participaram.

“Estava há sete meses sem usar drogas, mas acabei usando em julho. Quando cheguei em casa, meu pai me expulsou. Depois disso, fui ao atendimento do Centro Pop e já estou ‘tirando’ meus documentos para conseguir um emprego", contou Cristiano dos Santos, de 23 anos, natural da cidade de Soure, no arquipélago do Marajó, destaque na primeira partida do campeonato, com quatro gols.

Empolgado em participar do torneio e por ter vencido a primeira partida, o maranhense, da cidade de Pinheiro, Raimundo Pinheiro, de 48 anos, vislumbra voltar para casa. “O atendimento no Centro Pop é 'mil', porque lá eu lavo a minha roupa, tenho alimentação e ainda estou estudando. Se não fosse o Pop, o que seria de mim?”, indaga Raimundo, que está morando nas ruas há oito meses.

Atendida pelo Centro Pop de Icoaraci e moradora em situação de rua há cinco anos, Maria Joana Modesto, de 56 anos, é outra beneficiada pelo atendimento da Prefeitura. Ela estava na arquibancada e participava de partidas de dominó. “Aprendi muita coisa lá no Centro, fiz amizade, gosto das pessoas que trabalham lá, ajudo a todos. Tudo lá é bom. Procurei o Centro depois de cinco anos, pois bebia muito. No final do ano, quero procurar um trabalho, uma venda”, planeja.

Agência Belém - Você ficou com alguma dúvida ou tem sugestões para enviar à Agência Belém? Entre em contato conosco pelo nosso canal de divulgação das principais ações do município pelo número (91) 98027-0629. Aguardamos sua mensagem.

Tags

funpapa sejel

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder