Duelo de gigantes

Americanas reagem à chegada do Magalu e abrirão mais 25 lojas no Pará

Até 2020, Lojas Americanas terão 75 lojas e Magazine Luíza promete chegar a 80 pontos de venda e distribuição espalhados pelo interior do Estado. São os dois maiores grupos de varejo no Brasil, no segmento de lojas de departamento.

O Pará vira um campo de batalha para os gigantes do varejo. No segmento de supermercados, os grupos Assaí e Atacadão já disputam a preferência popular palmo a palmo. Agora, a briga é entre as duas maiores redes de lojas de departamentos: Magazine Luíza e Americanas. Na cerimônia de premiação da Redes Fiepa, na manhã desta quinta-feira (5), o secretário de Desenvolvimento Econômico do Pará, Iran Lima, revelou os planos de expansão das Lojas Americanas. O grupo pretende instalar ainda este ano um grande centro de distribuição na região metropolitana e abrir 25 lojas, para chegar a 75 unidades em 30 municípios até 2020.

Hoje, as Lojas Americanas têm 50 lojas em 21 cidades do Pará. Somente em Belém são 20 lojas. O grupo está presente em toda a Região Norte, com 14 lojas no Amazonas, 13 em Rondônia, oito no Tocantins e mais dez no Amapá, Roraima e Acre. A presença maciça no Pará, com mais lojas do que a soma de todas as unidades dos demais estados, tem uma explicação: os consumidores paraenses são responsáveis pelo sexto melhor resultado das Lojas Americanas no Brasil, atrás apenas de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Sul.

O Magazine Luíza começa a entrar na região no próximo dia 16, uma segunda-feira repleta de promoções, que juntam as ofertas de inauguração com a queima de estoque e os resíduos da Semana Brasil. O grupo chega ao Pará fazendo um barulho bom. Serão abertas de uma vez 19 lojas em 14 cidades. Outros 41 pontos de venda serão inaugurados até o final do ano, totalizando 60 unidades, além de dois centros de distribuição em Marituba e Benevides. Até 2020, o grupo promete chegar a 80 lojas no Pará.

Duelo de marcas

Magalu e Lojas Americanas disputam o mercado brasileiro pau a pau. Segundo o UBS, empresa global que presta serviços financeiros em mais de 50 países e criou o ranking de e-commerce do Brasil, o website das Lojas Americanas ainda está melhor que o Magazine Luíza no índice de satisfação dos clientes. As Americanas estão em segundo lugar nesse ranking, seguida da Magalu, Via Varejo e Pão de Açúcar. O primeiro lugar disparado é do Mercado Livre.

Mas é o Magazine Luíza quem aparece melhor no ranking feito pela Kantar, que destaca as empresas que mais geraram lucro, investimento e fidelidade do cliente no país em 2019. A lista informa as 50 marcas mais valiosas do Brasil, com Bradesco, Itaú e Skol nos primeiros lugares, Magalu em 7º e Lojas Americanas em 16º. Já em outro ranking, o das 25 marcas de varejo mais valiosas do Brasil, feito pela Interbrand, consultoria global de branding, a posição se inverte: Lojas Americanas, avaliada em R$ 1,304 bilhões,  aparece em 11º; e Magazine Luíza em 14º, com o valor de R$ 1.085 bilhões.

A briga, portanto, é de gente grande, e promete capítulos importantes na conquista dos consumidores do Pará, que no final das contas sai ganhando com aumento de receita e novas vagas de empregos.

Tags

Americanas Magazine Luiza Negócios Varejo

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder