Alarmante

Amazônia registra índice mais alto de chuvas e queimadas dos últimos quatro anos

Queimadas têm sido o calo no sapato do governo Bolsonaro

Amazônia registra índice mais alto de chuvas e queimadas dos últimos quatro anos

Desde 2016 a Amazônia não passava por um período tão intenso de chuvas e desmatamentos. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e oInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), os dados são preocupantes.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, pensam o contrário. "Estamos em estação tradicionalmente quente, seca e de ventos fortes em que todos os anos, infelizmente, ocorrem queimadas na região amazônica. Nos anos mais chuvosos, as queimadas são menos intensas. Em anos mais quentes, elas ocorrem com maior frequência", declarou Bolsonaro em entrevista coletiva.

Ratificando o que disse o presidente, Salles declarou que as queimadas tem relação com o clima da Região Amazônica. "Tempo seco, vento e calor fizeram com que os incêndios aumentassem muito em todo o País. Os brigadistas do ICMBIO e IBAMA, equipamentos e aeronaves estão integralmente à disposição dos Estados e já em uso", escreveu Salles em sua conta no microblog Twitter, no último dia 20 de agosto.

Dados apontam que, mesmo no trimestre onde a estiagem foi mais intensa, (junho, julho e agosto), a chuva registrada em áreas florestais da Amazônia ficou acima da média histórica para o período, que é de 108 mm. Foram 119 mm nos meses avaliados, segundo o Inmet.

Com informações do Globo.com

Tags

Brasil

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder