ÀS URNAS

Eleição para conselheiros tutelares tem canal de consulta no Disque Eleitor e pela internet

Neste domingo, 6, serão eleitos os 40 novos conselheiros tutelares de Belém e seus 40 suplentes. A votação será realizada das 9h às 17h em diversos polos eleitorais espalhados pelos bairros da cidade. Todo o processo eleitoral é conduzido pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdac) e pela Prefeitura de Belém.

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) disponibilizará 196 urnas, que estarão distribuídas em 44 polos, sendo 42 escolas, a sede do Comdac e a sede da Secretaria Municipal de Educação (Semec). Para quem tiver dúvidas sobre o local de votação, a Prefeitura de Belém, em parceria com o TRE-PA, disponibilizará o Disque-Eleitor, que atende no número 0800-7261036, e o link: http://apps2.tre-pa.jus.br/comdac/f?p=106:1.

Cidadãos com idade a partir de 16 anos poderão voltar para escolher um dos 377 candidatos que estão disputando as eleições para o cargo. Basta comparecer à zona eleitoral, apresentar o título de eleitor e um documento oficial com foto.

A chefe de pesquisa e informação da Secretaria Municipal de Coordenação Geral do Planejamento e Gestão (Segep), Monique Gomes, explica a importância da votação: “A missão de zelar pelos direitos da criança e do adolescente é do Conselho Tutelar, são eles que atuam em contato direto com a população. Os conselheiros tutelares devem conhecer a realidade do local em que operam. Por isso é muito importante que a população compareça para eleger pessoas comprometidas com a segurança das crianças e dos adolescentes".

Durante o período de preparação, os interessados em concorrer ao cargo se submeteram a uma prova de 50 questões objetivas, de caráter eliminatório, realizada pela Prefeitura. Foram abordados o Estatuto da Criança e Adolescente (Eca) e a Lei Municipal 9.115/2015, que dispõe sobre a Política Nacional dos Atendimentos à Crianças e ao Adolescente.

A Guarda Municipal de Belém (GMB), com o apoio da Polícia Militar (PM), irá atuar na segurança antes e durante o processo eleitoral, de forma ostensiva e preventiva. Um efetivo de 144 guardas municipais será distribuídos em 24 polos. Os outros 20 pontos de votação serão atendidos pela PM.

Eleição - Para dar tranquilidade e segurança para os eleitores, órgãos municipais atuarão em várias frentes de serviço, como suporte jurídico, fiscalização dos polos, identificação de ocorrências, fiscalização de candidatos, mesários, recursos necessários para a apuração (telões e equipamentos de informática) e apoio logístico, disponibilizando transporte para servidores que atuarão no dia da eleição e urnas.

As urnas começam a ser apuradas às 17h de domingo. Os cinco candidatos mais votados nos oito distritos administrativos serão eleitos conselheiros tutelares.

Tags

assistência social

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder